Filmes

Crítica

Bungo Stray Dogs: Dead Apple

Com muita ação, reviravoltas e visual caprichado, longa é uma grata surpresa

Gabriel Avila
27.08.2018
19h58
Atualizada em
30.08.2018
05h48
Atualizada em 30.08.2018 às 05h48

Bungo Stray Dogs é um mangá publicado desde 2012 e se passa em um mundo onde a força policial conta com um grupo de elite chamado “Agência de Detetives Armados” para solucionar crimes que exigem talentos especiais - afinal, os membros da agência têm poderes especiais. Sucesso no Japão, a série já vendeu mais de 4 milhões de cópias, foi adaptada em peça de teatro e em 2016 ganhou seu próprio anime. Em 2018, após duas temporadas do desenho, Bungo ganhou um filme próprio, chamado Dead Apple.

No longa, a Agência deve investigar a ocorrência de misteriosos suicídios envolvendo pessoas com poderes paranormais. O pouco que se sabe é que as mortes ocorrem após o surgimento de uma névoa e têm ligação com um misterioso homem com a alcunha de “colecionador”. Cheio de ação e reviravoltas, o filme é uma grata surpresa que chega aos cinemas brasileiros em agosto.

Com produção do estúdio Bones, o mesmo responsável pelos animes My Hero Academia e Fullmetal Alchemist Brotherhood, o longa conta com um visual impressionante. Pequenos detalhes como a movimentação dos personagens ou a riqueza nos cenários compõem uma unidade que não deixa a desejar em momento algum dos 90 minutos de duração. O espetáculo sobe de nível nas cenas de ação, especialmente as que envolvem a manifestação de poderes, que com um ritmo frenético e auxílio de uma boa trilha sonora empolgam e prendem a atenção sem perder o fôlego.

O roteiro de Dead Apples é assinado por Kafka Asagiri e Yoji Enokido, responsáveis pelo texto do mangá e do anime respectivamente. Essa união traz o melhor dos dois mundos. O enredo traça uma história repleta de ação, ao mesmo tempo em que desenvolve seus personagens e ainda tem tempo para pequenos easter eggs para os fãs da franquia. Embora seja necessário conhecer o que já foi estabelecido anteriormente no anime para entender melhor alguns pontos do filme, o longa também funciona como porta de entrada ao mostrar, mesmo que sem detalhes, quem são os personagens e suas motivações.

Conforme divulgado no Anime Friends 2018, Bungo Stray Dogs: Dead Apple chega aos cinemas brasileiros em uma parceria entre a Sato Company e o Crunchyroll. As duas temporadas do anime estão disponíveis no serviço de streaming.

Bungo Stray Dogs: Dead Apple
Sato Company/Crunchyroll/Divulgação
Nota do Crítico
Ótimo