Filmes

Crítica

A Era do Gelo | Crítica

20th Century Fox finalmente acertou a mão

Érico Borgo
21.03.2002
00h00
Atualizada em
03.11.2016
05h07
Atualizada em 03.11.2016 às 05h07

Pense na personagem de animação mais engraçada da história.

Pensou?

Na minha opinião, sem a menor dúvida, o manto vai para o Wile E. Coyote , dos desenhos do Papa-Léguas. Criado por Chuck Jones (que faleceu há algumas semanas), a personagem é engraçada sozinha, planejando e executando seus planos. Ele não precisa de atores coadjuvantes - nem mesmo do próprio Papa-Léguas, um mero objetivo/jantar a ser atingido.

Em A Era do Gelo (Ice Age, 2002, dirigido por Chris Wedge e co-dirigido pelo brasileiro Carlos Saldanha), um dos protagonistas é Scrat, um esquilo cujo única missão na vida é enterrar uma bolota. Agora, imagine só... se os cartoons realmente existissem na vida real, como propôs Uma Cilada Para Roger Rabbit, e freqüentassem universidades – como nos desenhos dos Tiny Toons –, Scrat seria o pupilo preferido do professor Coyote, e com direito a doutorado! O azarado roedor simplesmente rouba o filme do início ao fim. Tanto, que não é à toa que os previews da produção são todos centrados nele.

Mas nem só de Scratt vive A era do Gelo. Manny – o mamute ranzinza, Sid – a preguiça atrapalhada e Diego – o tigre dentes-de-sabre misterioso, formam um peculiar bando que tem a missão de encontrar um grupo de humanos em plena era glacial. Os três partem em uma inusitada busca para localizar seus predadores, com o intuito de devolver um bebê perdido que salvaram às margens de um rio. No caminho, enfrentarão rinocerontes temperamentais, um bando de dodôs neuróticos (uma das melhores cenas do filme), fraldas sujas e, é claro, a instável geografia do planeta – que está passando por uma radical transformação climática (desencadeada, diga-se de passagem, por Scrat).

Merece destaque também o excelente trabalho de dublagem realizado aqui no Brasil. Como Manny (originalmente Ray Romano, do seriado Everybody loves Raymond), foi escolhido o ator Diogo Vilella. Como Sid (John Leguizamo), o bicho preguiça atrapalhado, está o hilário Tadeu Mello, que ficou famoso como um empregado afetado na novela Global Porto dos Milagres. Por último, o ator e apresentador Marcio Garcia – que já havia trabalhado com a Fox Brasil em Dr. Dolittle 2 – repete a experiência e faz, desta vez, a voz do tigre Diego (Denis Leary). Com tantos talentos, não entre em desespero se o seu cinema preferido não estiver passando uma cópia legendada, pode ir assistir tranqüilo à versão dublada!

Enfim, depois de amargar fiascos como Anastasia e Titan-AE, a 20th Century Fox (em parceria com o Blue Sky Studios), finalmente acertou a mão. A Era do Gelo pode não ter o glamour das clássicas produções da Disney ou o sarcasmo ácido de Shrek, mas mesmo assim, é uma das melhores e mais divertidas animações da atualidade.

A Era do Gelo
Ice Age
A Era do Gelo
Ice Age

Ano: 2002

País: EUA

Classificação: LIVRE

Duração: 75 min

Direção: Chris Wedge, Carlos Saldanha

Elenco: Ray Romano, John Leguizamo, Denis Leary, Goran Višnjić, Jack Black, Cedric the Entertainer, Stephen Root, Diedrich Bader, Alan Tudyk, Lorri Bagley, Jane Krakowski

Nota do Crítico
Excelente!

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.