Cinema teve mais personagens LGBTQ em 2018, mas diversidade racial diminui

Créditos da imagem: 20th Century Fox/Divulgação

Filmes

Notícia

Cinema teve mais personagens LGBTQ em 2018, mas diversidade racial diminui

Disney é criticada no estudo por não lançar nenhum filme com personagem LGBTQ

Julia Sabbaga
24.05.2019
08h46

Um estudo conduzido pelo grupo GLAAD, que analisa representatividade no cinema e na TV nos EUA, concluiu que a representatividade LGBTQ nos filmes aumentou em 2018, mas não para personagens não-caucasianos ou transgêneros. Em 2018, de 110 filmes incluídos no estudo, 18.2% incluíram personagens LGBTQ, um aumento significativo do ano passado, um dos menos representativos dos últimos anos, com 12.8%. 

A GLAAD analisou filmes de diversos estúdios e avaliou a performance de representatividade da 20th Century Fox e Universal como boas, por produções como Bohemian Rhapsody, Com Amor, Simon e Não Vai Dar. A Lionsgate e a Walt Disney Co. foram os dois estúdios que reprovaram no estúdio, não tendo lançado nenhum filme com um personagem LGBTQ. 

Ainda, o estudo revelou uma queda no número de personagens não-caucasianos LGBTQ. Enquanto em 2017 o número chegou a 57%, no ano passado o registro diminuiu para 42%. A análise também percebeu uma ausência completa de personagens transgênero em filmes, mas registrou uma igualdade entre o número de filmes com gays e lésbicas, com 11 cada um. 

[via Variety e TWP]