Carla Diaz se inspira em Laranja Mecânica para viver Suzane Von Richthofen

Créditos da imagem: Júlio Kohl/Divulgação

Filmes

Notícia

Carla Diaz se inspira em Laranja Mecânica para viver Suzane Von Richthofen

Atriz ainda menciona O Silêncio dos Inocentes como referência

Mariana Canhisares
24.06.2019
10h54
Atualizada em
24.06.2019
10h54
Atualizada em 24.06.2019 às 10h54

Prestes a interpretar Suzane von Richthofen, condenada pelo assassinato dos pais em 2002, no filme A Menina que Matou os Pais, a atriz Carla Diaz tem usado como referência filmes com assassinos emblemáticos para se preparar para o papel. Em entrevista ao UOL, Diaz mencionou Laranja Mecânica, O Silêncio dos Inocentes, Monster: Desejo Assassino, Kalifornia: Uma Viagem ao Inferno, O Anjo e Garota Exemplar.

Além de obras de ficção, a atriz tem revisitado entrevistas e publicações da época do assassinato, assim como conversado com psicólogos e psiquiatras para o mesmo propósito. Porém, Diaz diz não ter interesse em conhecer Suzane pessoalmente: "só seria interessante como laboratório ter conhecido ela lá naquela época, há 17 anos. Eu a interpreto naquele momento da vida".

O longa terá direção de Mauricio Eça (Apneia e Carrossel) e roteiro assinado por Illana Casoy, criminóloga, escritora e maior especialista em serial killers do Brasil, juntamente com Raphael Montes, escritor brasileiro de literatura policial.

A Menina que Matou os Pais tem previsão de estreia para o primeiro semestre de 2020.