Filmes

Lista

Blade Runner 2049 | Descubra 10 easter eggs do filme

Longa cria interessantes ligações com o filme de 1982; cuidado com os spoilers

Natália Bridi
06.10.2017, às 16H07
ATUALIZADA EM 06.10.2017, ÀS 18H04
ATUALIZADA EM 06.10.2017, ÀS 18H04

Blade Runner 2049 não exige que o espectador tenha visto o seu predecessor, Blade Runner - O Caçador de Androides (1982), mas os fãs do original não ficarão decepcionados com as homenagens deixadas na versão do diretor Denis Villeneuve. A seguir listamos alguns easter eggs e curiosidades* que ligam um longa ao outro:

*contém spoilers sobre Blade Runner 2049 e Blade Runner - O Caçador de Androides

 

Mariette Vs Pris

O visual da prostituta vivida por Mackenzie Davis é uma clara homenagem a Pris, a replicante encarnada por Daryl Hannah no filme de 1982. Davis conta que chegou a fazer cosplay da personagem antes de ser escalada para o papel no novo filme.

Do roteiro original

Uma das primeiras cenas de Blade Runner 2049 coloca K (Ryan Gosling) em confronto com Sapper Morton (Dave Bautista), um antigo replicante fabricado pela Tyrell Corporation que vive agora como “fazendeiro de proteína”. O trecho, que envolve K esperando pacientemente na cabana de Morton e uma panela de sopa no fogo, estava no roteiro original de Hampton Fancher para o filme de 1982, com Deckard em ação aposentando um replicante em uma cabana em meio a gigantescas máquinas agrícolas, mas nunca chegou a ser filmado.

Unicórnio/Cavalo

Era de Gaff também o unicórnio de origami que, somado ao sonho de Deckard, abria o questionamento sobre o Blade Runner também ser um replicante. No novo filme, um cavalo de madeira se torna uma espécie de ponte para realidade, traçando um interessante paralelo com a Edição Final do filme de Ridley Scott. 

Gaff e a Ovelha

Quando K visita Gaff (Edward James Olmos) o ex-parceiro de Deckard faz uma ovelha de origami em reverência ao livro Androides Sonham com Ovelhas Elétricas?.

Teste Voight-Kampff

O áudio da cena do filme de 1982  do teste (entenda) que Rick Deckard aplica em Rachel para determinar se ela é ou não uma replicante aparece como uma evidência na investigação de K.

Planos similares

Além da abertura, Villeneuve brinca diversas vezes com os enquadramentos, fazendo uma ponte entre passado e presente que também joga com o tema do questionamento da realidade intrínseco à franquia.

K

O “nome” do personagem de Ryan Gosling é uma homenagem a Philip K. Dick, autor de Androides Sonham com Ovelhas Elétricas?, livro que estabelece a base para a franquia (na imagem, a foto de Gosling como K ao lado do registro do encontro entre Ridley Scott e K. Dick na época do primeiro filme). 

Cena de abertura

Os dois filmes começam de forma bastante similar, revelando o aspecto apocalíptico da sua realidade. A diferença é que em 2019 sobrevoamos Los Angeles à noite e em 2049 somos apresentados durante o dia às “fazendas” que mantêm viva a população da Terra. Em comum as duas aberturas também têm o close-up em um olho. O órgão da visão é um importante elemento de identificação dentro da narrativa. 

Deckard Replicante?

A Edição Final de Blade Runner abre a possibilidade de Rick Deckard ser também um replicante e a forma como Denis Villeneuve trata a questão mantém a aura de mistério em torno do personagem, em mais um aceno ao filme original. Não é um easter egg por definição, mas é uma bela homenagem ao espiríto da visão de Ridley Scott. 

Deckard Vs K

O modelo do casaco de K e o uso da gola para cima é uma clara referência ao estilo de Deckard no filme original.

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados e cookies para as finalidades ali constantes.