Filmes

Lista

10 curiosidades que você não sabia sobre o Batman!

Das HQs mais caras as influências por trás dos vilões icônicos - direto da exposição de 80 anos do Homem-Morcego!

A cozinha
07.09.2019
11h17
Atualizada em
07.09.2019
11h37
Atualizada em 07.09.2019 às 11h37

Batman ganhou uma exposição incrível no Memorial da América Latina, para comemorar os 80 anos desde a criação do herói da DC Comics. Visitamos o evento, e em meio à tanta coisa legal do personagem, contamos 10 curiosidades do Homem-Morcego! Veja algumas abaixo, e o restante na Omelista logo acima.

As HQs mais caras

Um quadrinho original do Batman vale dinheiro. Vale MUITO dinheiro. Das cinco HQs mais valiosas de todos os tempos, duas são do Homem-Morcego. A Batman #1, lançada em 1940, foi vendida em 2013 por 1,8 milhão de reais e a a Detective Comics #27, que conta com a primeira aparição do personagem, foi vendida em 2010 por mais de 3,5 milhões de reais. Especialistas garantem que a publicação vale muito mais e pode ultrapassar a barreira dos 12 milhões de reais – o que faria dela a HQ mais cara da história superando a Action Comics #1, que conta com a primeira aparição do Superman

Casting polêmico

Batman (1989)/Warner/Divulgação

Michael Keaton é um Batman querido até os dias de hoje, mas na época não foi bem assim. Na época em que foi escalado o ator era mais conhecido pelas comédias, e assim que os fãs descobriram sua escalação, a Warner recebeu cerca de 50 mil cartas reclamando de escolhê-lo para o filme. Até o produtor Michael Uslan falou na época que o Keaton era um comediante, não sabia como ia funcionar. A pressão foi grande em cima dele, mas assim que os fãs viram a primeira foto tudo se acalmou e, depois que o filme foi lançado, tudo ficou em paz.

Morte (violenta) do Robin

DC Comics/Reprodução

Um dos personagens mais importantes da mitologia do Homem-Morcego, o parceiro do herói apareceu pouco menos de um ano após a estreia do Cavaleiro das Trevas. Ao longo dos anos ele teve várias encarnações, sendo que as mais famosas são Dick Grayson, o primeiro de todos e que ao ficar adulto virou um herói independente chamado Asa-Noturna; o Damian Wayne, filho de Bruce com a Talia Al-Ghul e que tem uma personalidade mais arrogante e parecida com o pai; e Jason Todd, que teve uma das mortes mais icônicas dos quadrinhos. O Coringa matou o garoto com um pé-de-cabra pois os fãs votaram pra isso acontecer. Na época a DC abriu uma votação para o público decidir se ele iria viver ou morrer e ganhou a morte do jovem herói. Eventualmente ele voltou como o Capuz Vermelho, mas a morte foi bem chocante na época.

Mulher-Gato... e Catgirl?

Vilã, interesse romântico... a Mulher-Gato é uma das personagens mais cativantes da história do Batman. Ela é conhecida por trabalhar sozinha, mas houve um momento em que ela teve uma parceira chamada Catgirl. Ela era a identidade de Kitrina Falcone, que fazia parte da principal família mafiosa de Gotham. Um dia ela foi salva pela vilã e a transformou em sua parceira. A ideia não deu muito certo e não demorou pra DC cancelar a ideia.

O Melhor Coringa

Um dos maiores vilões de todos os tempos também tem seu espaço na exposição. O personagem foi baseado em um filme alemão mudo chamado O Homem que Ri, lançado em 1928. Desde então ele ganhou diversas versões nos quadrinhos, nos desenhos e também no cinema, com Heath Ledger sendo o intérprete mais querido do personagem. Antes de ser o Coringa, o diretor Christopher Nolan ofereceu o papel de Bruce Wayne pra Ledger em Batman Begins, mas ele recusou porque não estava afim de fazer um filme de herói. Depois de ver o resultado final, ele ficou tão impactado que topou fazer o vilão da sequência.