As melhores animações da DC em universos paralelos

Créditos da imagem: Divulgação/Warner Animation

Filmes

Lista

As melhores animações da DC em universos paralelos

Desbravando o Multiverso DC nas animações

Gabriel Avila
18.01.2019
16h37
Atualizada em
18.01.2019
17h00
Atualizada em 18.01.2019 às 17h00

O tradicional crossover do Arrowverso trouxe no ano de 2018 uma história focada em realidades paralelas, que levou os heróis da DC na TV em uma volta pelo Multiverso. O evento que une as séries Arrow, Flash e Supergirl ganhou o título de Elseworlds não por acaso, afinal esse era o nome de um selo da DC Comics focado em quadrinhos que abordavam justamente universos paralelos, contando aventuras focadas em versões alternativas de seus heróis, como o Batman vampiro da história Chuva Rubra ou o Superman comandante da União Soviética de Entre a Foice e o Martelo. Explorar mundos e versões alternativas de seus heróis é uma faceta que a editora das lendas já transportou também para as animações e na lista abaixo você confere os melhores filmes animados que se passam em outras terras do Multiverso DC.

Batman do Futuro - O Retorno do Coringa

Reprodução

Após o sucesso de Batman: The Animated Series, o desenho animado que trouxe o Homem-Morcego de volta às telinhas, a equipe responsável pela série, capitaneada por Paul Dini e Bruce Timm, surgiu com uma produção original chamada Batman do Futuro. A série ganhou em 2000 seu próprio filme animado, chamado O Retorno do Coringa, que se passa no universo DC 40 anos no futuro, quando um idoso Bruce Wayne acolhe o jovem rebelde Terry McGinnis para seu sucessor como Batman e deve lidar com a inexplicável volta do Palhaço do Crime, que aparenta não ter envelhecido um dia sequer. Cheio de ação e com uma trama surpreendente, o longa serve tanto como porta de entrada para quem nunca teve contato com o universo de Batman do Futuro como também preenche lacunas encontradas na série. Por conta de seu lançamento coincidir com o massacre de Columbine, foi divulgada originalmente uma versão com menos violência do filme, porém, graças a uma petição dos fãs, a própria Warner lançou em 2005 a versão original e sem cortes da animação.

Liga da Justiça: A Nova Fronteira

Reprodução

Em um mundo abalado pela Guerra Fria, uma invasão alienígena ameaça a humanidade, e apenas os maiores herói da Terra podem salvar o dia. Essa é a sinopse de Liga da Justiça: A Nova Fronteira que imagina o início da equipe nos anos 50, fazendo uma grande homenagem à forma de contar histórias desse período, chamado de Era de Ouro dos quadrinhos. O filme é baseado na HQ de mesmo nome, escrita e desenhada por Darwyn Cooke, que ganhou diversos prêmios Eisner. Embora faça algumas mudanças em relação ao material original, o filme soube cativar os fãs pela quantidade de personagens envolvidos e seu roteiro tão bem amarrado, que fazem de A Nova Fronteira um grande tributo que diverte e encanta na mesma proporção.

Liga da Justiça: Crise em Duas Terras

Reprodução

Vindo de uma Terra paralela comandada por um grupo de vilões denominados "Sindicato do Crime da América", um heróico Lex Luthor pede ajuda a Liga da Justiça para salvar seu mundo. Quando a equipe chega ao planeta natal de Luthor, descobre que o sindicato na verdade é uma versão maligna deles mesmos, e devem lidar com suas contrapartes para que a paz reine. O embate entre a Liga da Justiça e suas versões malignas do Sindicato do Crime são recorrentes nos quadrinhos e a animação sabe aproveitar o melhor desses confrontos, criando sequências de ação empolgantes em uma trama que embora simples cativa por subverter a mitologia do universo regular enquanto mostra que os maiores heróis de um mundo podem se tornar a pior das ameaças em outro.

Liga da Justiça: Deuses e Monstros

Reprodução

Liga da Justiça: Deuses e Monstros marca o retorno de Bruce Timm e Paul Dini às animações do Universo DC. A dupla, que é responsável pela criação e desenvolvimento inicial do universo animado da editora, trouxe em Deuses e Monstros uma abordagem similar a de Batman do Futuro, onde decidem por criar um novo universo do zero com versões alternativas de personagens conhecidos pelos fãs, dessa vez focado na trindade. Em uma realidade onde o Superman não é o último filho da casa El, o Batman passa longe de um órfão rico e a Mulher Maravilha está ligada a outro tipo de divindade, os heróis trazem características mais brutais e menos altruístas, salvando o mundo a qualquer custo e respondendo apenas a eles mesmos. Por justamente levar a justiça sem qualquer amarra moral, o grupo se torna vítima de uma conspiração, onde são acusados de estar por trás dos assassinatos dos maiores cientistas de seu mundo, e agora tem que correr contra o tempo para impedir mais mortes e provar sua inocência. Com um tom mais adulto e abordando temas mais delicados em relação ao que significa ser um herói, Deuses e Monstros encanta também por sua riqueza visual com cenários, designs e coreografias de encher os olhos.

Gotham City 1889: Um Conto de Batman

Baseado em um dos mais celebrados Elseworlds publicados pela editora, Gotham City 1889 imagina o universo do Homem-Morcego mais de um século antes do assassinato dos Waynes. Quando a cidade recebe a macabra visita de ninguém menos do que Jack, o Estripador, apenas o Batman pode investigar os misteriosos assassinatos ocorrendo em sua cidade e prender o temível assassino. Baseado no quadrinho de Brian Augustyn e Mike Mignola, a animação faz o seu melhor para transportar a atmosfera gótica do fim da era vitoriana tão destacada na HQ, que unida à dinâmica steampunk presente na construção do Batman torna uma das mais curiosas versões do personagem em sua trajetória de quase 80 anos.