Logo do Anima Mundi

Créditos da imagem: Anima Mundi/Divulgação

Filmes

Notícia

Anima Mundi lança campanha de financiamento coletivo para viabilizar edição

Festival chega à 27ª edição buscando apoio

Camila Sousa
05.06.2019
15h46

O Anima Mundi lançou uma campanha de financiamento coletivo para viabilizar a 27ª edição, após a decisão da Petrobras cortar apoio ao evento em abril. A campanha, que vai até o dia 27 de junho, tem o objetivo de fazer acontecer as edições de Rio de Janeiro (marcada de 17 a 21 de julho) e de São Paulo (marcada entre 24 e 28 de julho). Porém, faltando poucos dias para o prazo final, a meta ainda está longe de ser alcançada. Por isso, no Facebook, a organização fez um apelo aos fãs:

A campanha será pela Benfeitoria - acesse aqui, com colaborações que vão de R$ 20 a R$ 50 mil. Abaixo segue a lista de metas:

  • R$ 400 mil: para a realização da mostra de filmes no Rio de Janeiro e em São Paulo;
  • R$ 600 mil: para a realização da mostra de filmes e do Papo Animado no Rio de Janeiro e em São Paulo;
  • R$ 800 mil: para a realização da mostra de filmes e do Papo Animado no Rio de Janeiro e em São Paulo e Anima Fórum em São Paulo

Segundo os organizadores, a campanha é um "tudo ou nada", já que será necessário arrecadar, no mínimo, R$ 400 mil para a realização das edições nas duas cidades. Além da campanha pela Benfeitoria, o evento busca apoio de produtoras, estúdios de animação e animadores. 

O festival foi criado em 1993 por Aída Queiroz, Cesar Coelho, Lea Zagury e Marcos Magalhães, responsáveis pela curadoria do Festival. Desde a criação, exibiu mais de 10 mil filmes de animação do mundo inteiro a preços populares, entre longas e curtas-metragens, além de promover oficinas abertas e gratuitas, debates, exposições, entre outras atividades. Desde 2012, o Anima Mundi é qualificado pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas dos EUA e o curta-metragem vencedor do Grande Prêmio Anima Mundi é elegível a participar das seleções para a disputa do Oscar.