Bette Midler, Kathy Najimy e Sarah Jessica Parker em Abracadabra 2

Créditos da imagem: Abracadabra 2/Disney+/Reprodução

Filmes

Artigo

Abracadabra 2 | Cena pós-créditos deixa portas abertas para nova sequência

Este pode não ser o fim definitivo das irmãs Sanderson

Omelete
3 min de leitura
30.09.2022, às 14H30
ATUALIZADA EM 07.10.2022, ÀS 17H07
ATUALIZADA EM 07.10.2022, ÀS 17H07

Não foi dessa vez… de novo! Mais uma tentativa de vingança das irmãs Sanderson fracassou, agora em Abracadabra 2. Contudo, talvez este não seja o fim. Ao menos é o que a cena pós-créditos da sequência dá a entender. Depois de rolarem todos os nomes envolvidos na produção, o misterioso gato preto — que, vale dizer, não é Thackery Binx (Sean Murray) — volta a aparecer, circulando na loja do Gilbert (Sam Richardson). Objetivo, como seu antecessor, o bichano está lá para garantir que o trio de bruxas não retorne e, por isso, se dirige para o objeto que representa o maior risco. E, então, é revelado que Gilbert fez não uma, mas duas velas de chama negra.

A vela, como se sabe, precisa ser acesa por um virgem para despertar Winnie (Bette Midler), Mary (Kathy Najimy) e Sarah (Sarah Jessica Parker). Foi assim com cético Max (Omri Katz), e novamente com a aspirante a bruxa Becca (Whitney Peak). Bastaria um desavisado, portanto, para trazê-las de volta — é claro, se ele for capaz de passar pela guarda atenta do gato.

A verdade é que a cena pós-créditos só esclareceu o que ficou subentendido quando Izzy (Belissa Escobedo) tentou confirmar que as irmãs Sanderson teriam sido derrotadas de uma vez por todas. Porque, por mais que Becca estivesse confiante de que sim, não existe nenhuma maneira de garantir que isso seja verdade — e esta é justamente a razão para o momento ser tão divertido. Elas podem até ter virado purpurina ao final de Abracadabra 2, mas 30 anos antes seu destino não foi tão diferente. Quer dizer, se elas voltaram do pó uma vez, o que poderia impedir uma nova sequência?

A diretora Anne Fletcher já tinha adiantado que deixaria ganchos para uma nova aventura, caso a Disney e o trio de atrizes tivesse interesse em retomar a história das irmãs, mas por enquanto não há conversas a respeito rolando. Porém, a questão que fica, mais até do que a vontade do estúdio — dando lucro, por que não, não é mesmo? —, é se há o que acrescentar.

Esta sequência, embora conclua um arco emocional relevante de Winnie, se justifica sobretudo pela nostalgia, reprisando piadas e fazendo acenos o tempo todo a elementos do primeiro filme. Nesse sentido, o que um terceiro filme poderia trazer de novo que o segundo já não apresentou? Até porque Abracadabra envelheceu muito bem, então nada impede que as pessoas o revisitem sempre que quiserem no Disney+.

O futuro de Abracadabra está longe de ser definido. Até lá, os dois filmes estão disponíveis na plataforma de streaming.

O Omelete agora tem um canal no Telegram! Participe para receber e debater as principais notícias da cultura pop (t.me/omelete).

Acompanhe a gente também no YouTube: no Omeleteve, com os principais assuntos da cultura pop; Hyperdrive, para as notícias mais quentes do universo geek; e Bentô Omelete, nosso canal de animes, mangás e cultura otaku.

Omelete no Youtube

Confira os destaques desta última semana

Omelete no Youtube

Confira os destaques desta última semana

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a nossa Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados e cookies para as finalidades ali constantes.