Filmes

Artigo

30 anos de Star Wars: O Império Contra-Ataca

Harrison Ford relembra o filme em sessão de cinema

Érico Borgo
21.05.2010
00h00
Atualizada em
03.11.2016
12h02
Atualizada em 03.11.2016 às 12h02

Lançado em 21 de maio de 1980 nos Estados Unidos, Star Wars: Episódio V - O Império Contra-Ataca está completando 30 anos. Para celebrar a ocasião, uma exibição beneficente do filme dirigido por Irvin Kershner e criado e produzido por George Lucas aconteceu esta semana em Los Angeles, no melhor cinema da cidade, o ArcLight.

Para a alegria dos presentes, Harrison Ford fez uma rara aparição no evento - que tinha na plateia Jon Favreau, que está dirigindo-o em Cowboys & Aliens, e Kevin Feige da Marvel - e respondeu perguntas dos fãs depois. O Omelete esteve no evento, representado pelo nosso correspondente Steve Weintraub, editor do site parceiro Collider, e conta pra você como foi!

Império Contra-Ataca

None

Império Contra-Ataca

None

Império Contra-Ataca

None

Império Contra-Ataca

None

Império Contra-Ataca

None

Império Contra-Ataca

None

Império Contra-Ataca

None

O intéprete de Han Solo admitiu que estava assistindo ao filme pela primeira vez em três décadas. Para ele, o fascínio com a saga Star Wars pode ser explicado pela história e pela música de John Williams - mais algum elemento etéreo que ele não consegue precisar qual é. Ford também lembrou de como foi parar em Star Wars... logo após Loucuras de Verão, primeiro sucesso de George Lucas, quando ainda trabalhava como carpinteiro e fazia dezenas de testes em Los Angeles, sem sucesso.

Depois, o ator passou alguns minutos lembrando dos desafios das filmagens de Império Contra-Ataca, especialmente das filmagens na Noruega, onde foram gravadas as cenas na neve em Hoth. Seu figurino, afinal, havia sido desenvolvido para ser usado dentro de um estúdio - e oferecia pouca proteção contra as condições climáticas de Hardangerjøkulen, local próximo de uma geleira que enfrentava sua maior nevasca em 50 anos. A única maneira de se locomover por lá era dentro de escavadeiras adequadas para neve e o frio era tão intenso que a equipe optou por rodar atrás de seu hotel - apenas 12 metros de distância da porta!

Ford elogiou a direção de Irvin Kershner e recordou-se de como foi bom trabalhar com ele. Curiosamente, o diretor chegou a recusar o convite de George Lucas, que havia sido seu aluno na USC School of Cinema-Television, mas mudou de ideia quando seu agente praticamente o obrigou a aceitar o projeto.

Sobre a Millennium Falcon, uma das naves mais icônicas da história do cinema de ficção científica, Ford contou uma história divertida, sobre como todo o elenco estava extremamente curioso para entrar nela, mas era impedido por Lucas durante a contrução. Eles só puderam pisar na cabine de comando no primeiro dia de filmagens nesse set - quando descobriram que o espaço era apertado demais para Peter Mayhew, o Chewbacca, e adaptações de última hora tiveram que ser feitas.

Ford seguiu dizendo que a história sobre uma famosa sugestão sua, que Han Solo morresse ao ser congelado em carbonite, é totalmente verídica. Lucas, porém, não concordou - mas ainda hoje o ator acredita que isso teria criado um peso emocional extra para a trilogia.

Outra história clássica do set - o diálogo "eu te amo", "eu sei" entre Han Solo e a Princesa Leia - foi igualmente lembrado. Originalmente, o roteiro pedia que ele e Carrie Fischer dissessem "eu te amo", "eu também te amo", mas isso não estava funcionando, até que ele, cansado, disse o clássico "eu sei". As duas cenas foram levadas aos testes de público, que acabou optando pela versão que conhecemos das telas. Ford, porém, não gosta de levar o crédito pela sequência. "Filmes são esforços colaborativos", lembra.

A respeito de como foi trabalhar ao lado de sir Alec Guinness, o ator encerrou a noite comentando que o único conselho que o veterano ícone do cinema deu-lhe não foi sobre atuação, mas sobre imóveis. Ele ganhava muito pouco na época e Guinness deu dicas de onde conseguir um apartamento barato em Londres. "Aliás, ontem eu estava assistindo Star Wars pela primeira vez em décadas em preparação para este evento e percebi que hoje sou mais velho do que Alec era quando fizemos o primeiro Star Wars. Isso não me deixa nada feliz", brincou.

Leia mais sobre Star Wars