Filmes

Lista

10 anos de O Procurado | 10 curiosidades do filme estrelado por Angelina Jolie e James McAvoy

Timur Bekmambetov dirigiu o longa de 2008

Camila Sousa
12.06.2018
17h54

Há 10 anos acontecia a première de O Procurado, filme estrelado por Angelina Jolie e James McAvoy. O que muitos não sabem é que a produção é baseada em uma HQ de Mark Millar e, por muito tempo, o projeto de uma sequência foi desenvolvido em Hollywood. Para comemorar o aniversário do longa, reunimos 10 curiosidades sobre a produção, que está disponível na Netflix.

Baseado em HQ

Uma das grandes curiosidades do filme é que ele é baseado na HQ Wanted, de Mark Millar e J.G. Jones. A série limitada foi publicada entre 2003 e 2004 e faz parte do Millarworld. A trama é praticamente a mesma: o protagonista Wesley Gibson tem uma vida medíocre até descobrir que seu pai era um assassino profissional e fazia parte da Fraternidade, um grupo de supervilões que controla o mundo. No Brasil, o quadrinho foi publicado com o nome de Wanted - O Procurado.

James McAvoy quase foi rejeitado no papel

James McAvoy quase foi rejeitado no papel de Wesley. Ele fez o primeiro teste em 2006 e não passou. Posteriormente ele foi chamado de volta. Na época, ele afirmou que o estúdio tentou fazer teste com vários atores mais fortes, só que nenhum deles funcionava: “[No final das contas], eles queriam alguém mais geek [...]. Enquanto eu estava fazendo todo esse trabalho físico, era mais importante que eu continuasse pequeno”.

McAvoy se machucou nas filmagens

Na época, o ator também revelou que se machucou nas filmagens: ele ficou com infecção no ouvido após ficar muito tempo em cenas debaixo d’água, torceu o tornozelo, machucou o joelho e teve outras contusões. Tudo isso aconteceu porque o ator fez cerca de 60% de suas cenas de ação sem utilizar dublês.

Angelina Jolie usou influências de Clint Eastwood em sua personagem Fox

O filme também marcou uma espécie de retorno de Angelina Jolie aos longas de ação, depois de longas como Sr. & Sra. Smith (2005). Para fazer a personagem Fox, ela revelou que teve influências de Clint Eastwood, que a dirigiu em A Troca. “Acho que foi minha tentativa de ser Clint Eastwood. Talvez eu estava secretamente tentando canalizar essa pessoa legal que não diz nada”.

Efeitos visuais

Com várias cenas rápidas e balas que fazem curvas, O Procurado se destacou na época de lançamento por conta de seus efeitos visuais. Ao todo foram 800 cenas com efeitos, criadas pela Bazelevs Studios, empresa do diretor Timur Bekmambetov.

Música diferente

Danny Elfman foi o responsável por fazer a trilha sonora do filme. A maior influência dele foi o Heavy Metal, que acompanha as cenas de ação do longa. Além disso, ele próprio fez uma participação cantando a música “The Little Things” - ouça aqui.

Recorde de filme para maiores

Pelo seu grau de violência, O Procurado foi lançado com classificação para maiores nos EUA e conseguiu bater recordes em sua estreia. Na época, o longa se tornou o maior lançamento para maiores do mês de junho nos EUA. Ele só perdeu esse posto quatro anos depois para Prometheus e Ted.

Game para PC

A desenvolvedora Stillfront AB lançou em 2008 um jogo para computador inspirado em O Procurado. O game era online e multiplayer, permitindo que os fãs assumissem os papéis dos assassinos da Fraternidade.

Sequência que nunca aconteceu

Por muito tempo uma sequência de O Procurado foi considerada em Hollywood. Antes mesmo da estreia do primeiro longa, Mark Millar já falava de um novo filme, embora ele mesmo não planejasse uma sequência para a HQ. Porém, nenhum roteiro foi para a frente. Em uma entrevista de 2014 para divulgar X-Men: Dias de um Futuro Esquecido, James McAvoy revelou que “recebeu alguns roteiros”, mas que a Universal ainda estava esperando a história “certa”. Nada foi divulgado desde então.

Chris Pratt apanha com um teclado

Hoje conhecido como o Senhor das Estrelas/Peter Quill, Chris Pratt está no elenco de O Procurado no papel de Barry, o “amigo” de Wesley que fica com a namorada dele. Uma das cenas mais lembradas de Pratt é quando ele apanha com um teclado que forma a palavra “Fuck You”.