Filmes

Vídeo

O Último Desafio | Omelete Entrevista Jaimie Alexander, Forest Whitaker e Rodrigo Santoro

Atores contam como foi trabalhar com Arnold Schwarzenegger

Equipe Omelete
18.01.2013, às 13H55
ATUALIZADA EM 21.09.2014, ÀS 17H18
ATUALIZADA EM 21.09.2014, ÀS 17H18

Diretamente de Hollywood, nosso correspondente conversou com Jaimie Alexander, Forest Whitaker e Rodrigo Santoro sobre o filme O Último Desafio (The Last Stand). Eles falaram sobre os seus personagens, cenas deletadas e projetos futuros, incluindo Thor 2, 300: Rise of an Empire e Rio 2.

 

Então, "O Último Desafio" é um ótimo tributo aos filmes clássicos de ação. E não há melhor pessoa para ser o protagonista que Arnold Schwarzenegger. Você pode falar como foi trabalhar com ele neste filme de ação?

Jaimie Alexander: Ele foi ótimo. Ele simplesmente não desiste. Ele aguentou muitas horas de trabalho e... Ele tem 65 agora? Ele estava pulando de prédios neste filme. De verdade. Não era o seu dublê. Eu não conseguia acreditar. Simplesmente... Ele simplesmente mostra quanto que trabalhar pesado dá certo.

Forest Whitaker: Nós pudemos fazer essas cenas meio que brincando um com o outro, até encontrarmos algo que realmente funcionasse. É muito interessante vê-lo, de qualquer forma. Simplesmente dentro das cenas. Porque há algo simplesmente icônico nele que você para e pensa: "Eu já vi isso, eu conheço isso." Mesmo assim, é algo novo.

Rodrigo Santoro: Sim, o mesmo aqui. Eu cresci assistindo a ele, então eu, como muitas pessoas, tem uma forte imagem icônica dele na cabeça. E... Mas foi simplesmente ótimo vê-lo trabalhando. Fazendo o que ele sabe. Simplesmente, parecendo cool e sem esforço. Eu simplesmente estava tentando o que devo fazer para parecer natural, como ele é quando faz essas coisas. Eu nunca fiz ação como aquelas antes. Eu não... Então, foi ótimo e, de alguma forma, é... Estar lá com ele e crescer assistindo a ele, há algo em um nível pessoal, então é um prazer estar lá.

A sua personagem, Sarah Torrance, tem um passado romântico com o personagem de Rodrigo Santoro, Frank. Houve alguma cena que foi cortada que desenvolvia mais essa parte da história?

JA: Eu acho que algumas cenas foram diminuídas, mas você ainda tem a ideia que eles tinham um relacionamento. A primeira vez que você vê os dois, ele está preso e eu sou uma policial. Você não poderia ter duas pessoas mais opostas e você pode ver o que deu errado na relação. E o arco do personagem dele é ótimo. Alguma hora ele se toca e diz: "Sabe..." Ele vê a gravidade da situação, sabe que tem um treinamento que pode ajudar e diz: "Eu vou fazer isso. Eu vou mudar agora."

Então, ambos os seus personagens começam em partes opostas do enredo. O seu personagem, Frank, é introduzido na prisão. O seu personagem, Agente John Bannister, nós vemos tentando fazer de tudo para que este plano dê certo, o que não dá. Vocês podem falar como lidaram com cada um dos seus personagens, vindo das partes opostas da história? Qualquer um dos dois.

FW: Eu tinha a missão de trazê-lo para outra prisão. E quando ele foge, cria uma vontade de trazê-lo de volta. Não só para não cometer o erro, mas também para ter certeza que ele não fuja para o mundo, e também eu tinha um problema pessoal com ele e com as pessoas que ele matou. E isso é o que incentiva a ir atrás dele e, alguma hora, eu cruzo o caminho com o xerife, e aí partimos para um novo mundo, o mundo de Rodrigo e o que ele estava fazendo, para acabar com ele.

RS: Certo. Eu acho que a prisão define o ambiente e um pouco da sua história pregressa. O que não é explicado, mas você entende e você questiona por que ele está lá e o que tem de errado com ele. E ele é um antigo veterano que está tendo problemas para reajustar. E, depois, o personagem de Arnold, o xerife, lhe dá a oportunidade de se redimir e lhe dá a única chance para fazer a coisa certa. E esta é a sua jornada no filme.

Houve alguma outra coisa que você filmou, tanto uma cena de ação quanto mais focada na personagem, alguma coisa que não foi para a versão final que você gostaria de ver nas cenas deletadas?

JA: Eu acho que havia uma versão estendida da cena em que eu falo para Arnold, no seu escritório, o quanto eu estava com medo. E, para mim, eu fico feliz que eles diminuíram essa cena, porque eu acho que eles realmente não queriam dizer: "Vamos fazer a mulher chorar. Vamos fazê-la ser a que tem medo." Era mais para mostrar: "Eu estou vulnerável e sou forte suficiente para mostrar que estou com medo." Porque muitas pessoas não iriam admitir, e ela faz isso. Então, eu gosto muito da versão final.

Vocês têm filmes grandes para sair este ano. Então, eu estava pensando, eu sei que vocês têm alguns projetos para sair, vocês podem falar um pouco, para os fãs, qual é o filme mais esperado depois de "O Último Desafio"?

FW: Esperado?

O que vocês mais querem que os fãs assistam?

FW: O que eu estou mais esperando é "The Butler". Sai em novembro. Eu fiz com ótimos atores e um diretor muito interessante, Lee Daniels. Estou empolgado para assistir ao filme. Para ver o que vai fazer. Eu espero que as pessoas gostem o mesmo tanto que eu gostei de fazer. Sim.

Isso é ótimo. E para você?

RS: Legal. Eu tenho "300: Rise of an Empire" que vai sair em agosto. Não é uma sequência ou um prólogo. É um filme derivado.

Certo.

RS: Eu acho que vai ficar legal. Foi a primeira vez que eu revisitei um personagem e foi muito interessante. E eu estou ansioso para assistir ao filme, porque nós filmamos tudo em tela azul, nós não sabemos como o filme vai ficar, mas eu ouvi que eles estão muito felizes. Eu vi um pouco e parece bem legal. Estou ansioso para isso. E também estou trabalhando na animação "Rio". Estamos fazendo a segunda parte agora. Então, estou fazendo a voz agora e deve sair no final do ano.

Você tem outro filme pequeno saindo no final do ano, que você interpreta outra personagem forte.

JA: Eu tenho.

Você está empolgada com isso?

JA: Estou muito empolgada por "Thor 2".

Você pode falar um pouco para os fãs sobre o que devemos esperar de Sif desta vez?

JA: Claro. Bom, é ótimo. Definitivamente ela tem mais ação. E há ótimas cenas em que ela luta do lado de Thor. E você realmente vê o amor ela sente pelos seus amigos asgardianos, porque ela realmente coloca sua vida em risco para salvar os asgardianos.

Certo. Muito obrigado pelo seu tempo hoje. Nós estamos ansiosos pelos dois filmes.

 


 

 

O Último Desafio estreia 18 de janeiro nos cinemas.

Conteúdo Patrocinado

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados e cookies para as finalidades ali constantes.