Filmes

Vídeo

Anjos da Noite 4 | Omelete Entrevista diretores

Cineastas falam do 3D e as novidades na série

Equipe Omelete
10.10.2011
21h57
Atualizada em
21.09.2014
17h14
Atualizada em 21.09.2014 às 17h14

O Omelete entrevistou, durante a Comic-Con 2011, os diretores Måns Mårlind e Björn Stein, responsáveis pelo quarto episódio da franquia Anjos da Noite. Durante o bate-papo, eles falaram um pouco sobre o processo de se trabalhar na série, o uso do 3D e as modificações na história.

Vamos começar do começo... Quando este projeto foi parar na mesa de vocês e…?

Måns Mårlind: Novembro. Recebemos o roteiro em novembro e lemos em dois dias. Então conversamos com o produtor e ele gostou da gente... Aí ele nos passou para Len Wiseman, o criador da série, e recebemos uma ligação e eles nos fizeram voar para lá uns três dias depois. Daí, no quarto ou quinto dia depois disso voamos para Vancouver e nos contrataram. Então começamos a trabalhar no filme na metade de novembro.

Vocês já conheciam os filmes anteriores?

MM: A gente era fã.

Björn Stein: A gente sempre recebia muitos roteiros de sequências e coisas assim, mas nunca nos animamos muito... Então recebemos o do Anjos da Noite, e a gente sempre gostou dos filmes. Éramos fãs. Quando recebemos pensamos: "Vamos ler este". E lemos. E ele tinha um elemento que mudava a franquia toda. É uma nova visão.

MM: Gostamos de quando muda tudo. Porque os lobisomens e vampiros sempre estiveram na escuridão. E isso era legal, os homens não sabiam sobre eles mas eles eram populares. E muitos acabam morrendo... E os humanos não faziam ideia.  Neste é o oposto. Os homens sabem dos vampiros e lobisomens, e querem acabar com eles. Um genocídio. E pensamos: "Nossa! Esse é um jeito incrível de começar o filme".  Então esse era um bom começo. Mas aí as coisas complicam ainda mais durante o filme.  Sentimos que esse não era apenas o número 4, mas sim um grande filme.

Há uma diferença de estilo entre os três primeiros filmes. Vocês estão trazendo algo novo em termos de estilo?

BS: Sim, uma nova dimensão.

MM: Mas o 3D não traz somente a profundidade ou faz as coisas pularem na tela. Já que as câmeras são muito grandes ao invés de pequenas temos que contar a história de outra forma. Então a gente compõe o quadro de formas diferentes, movemos a câmera de maneiras diferentes... Então é muito mais estilizado do que os filmes anteriores.

Você tem que deixar a velocidade um pouco diferente na edição...

BS: Você tem que deixar a velocidade um pouco diferente na edição... A vantagem do 3D é que, em geral, quanto mais você fica parado em um take, mais você entra nesse mundo. Isso pode ser uma regra, mas quando você  começa a trabalhar com isso você pensa: "Essa cena precisa ser rápida, mas também funciona".  Você só tem que trabalhar com a profundidade. Se temos coisas mais rápidas teremos menos profundidade, porque seria ruim para os olhos.

MM: Eu não acho que faríamos tantos planos sequência em um filme de ação comum, se não fosse pelo 3D. É muito difícil fazer um plano sequência, em que é tudo em um take só, especialmente se os atores estão vestindo o figurino... Porque se você fica dois segundos filmando um lobisomem, você começa a perceber que é apenas um figurino. E isso é um desafio. Se não fosse pelo 3D não teríamos feito tanto isso.

E vampiros contra lobisomens... quem venceria em uma briga com os vampiros e lobisomens de Crepúsculo?

BS: A gente perderia. Eles iam acabar com a gente... Claro que não!  A gente ia acabar com eles. Eles só são umas cópias mal feitas do original. Sabe, a gente já está por aqui há um tempo, eles são novos no pedaço.

BS: Não ia dar nem graça.

Obrigado, caras. Obrigado.

MM: Obrigado.

BS: Obrigado.

Na trama, Selene (Kate Beckinsale) acorda de um coma em que era mantida depois de 12 anos. Ela então descobre que tem uma filha de 14 anos (India Eisley),metade vampira, metade lobisomem, e precisa impedir que a BioCom crie lobisomens modificados em laboratório que poderão matar todos eles.

Os suecos Mans MarlindBjorn Stein dirigem Underworld Awakening em 3-D.

Anjos da Noite 4: O Despertar será lançado em IMAX 3D. A estreia acontece simultaneamente às versões 2D e 3D normal, em 20 de janeiro de 2012 nos EUA. Por aqui o filme chega em 2 de março - mas o IMAX 3D ainda não está confirmado.

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.