Filmes

Vídeo

007 - Operação Skyfall | Omelete Entrevista Javier Bardem

Ator explica por que aceitou o papel de vilão

Equipe Omelete
26.10.2012, às 12H00
ATUALIZADA EM 21.09.2014, ÀS 17H17
ATUALIZADA EM 21.09.2014, ÀS 17H17

Nosso correspondente de Hollywood, Steve Weintraub, conversou com Javier Bardem sobre seu último filme 007 - Operação Skyfall (Skyfall). No bate-papo, o ator contou como aceitou o papel, como foi interpretar um vilão da franquia e falou sobre os aspectos realistas do filme.

Como você está hoje?

Javier Bardem: Bem, obrigado.

Eu vou começar dizendo: parabéns, porque você está foda neste papel. É fantástico.

JB: Obrigado.

Eu posso falar palavrão no meu site. Então, podemos fazer isso. Estou realmente curioso... Desde 2007, desde "Onde os Fracos Não Têm Vez", em que você também estava muito bem, você tem sido muito seletivo com os seus papéis. Você não esteve em três filmes por ano. Qual o seu processo para aceitar um papel? E o que tinha em James Bond que fez você falar: "Eu realmente quero fazer isso"?

JB: Muitas coisas. Primeiramente, você tem que voltar ao trabalho. Aqui e ali. Para fazer algum dinheiro. Mas houve mais um motivo. O motivo é porque... você recebe algo... que você vê potencial como personagem. Como uma história também. E... E, depois, você fala com o diretor, neste caso, Sam Mendes. Ótimo diretor. E ele fala das formas diferentes, tons e cores, de como fazer aquele personagem. E isto aciona a sua imaginação. E você sente... não pensa, mas sente, que será um processo muito criativo. Criativo. E foi exatamente o que aconteceu. Uma vez que eu disse sim, e começamos a trabalhar, eu percebi o quanto era divertido, e como o processo era criativo.

Uma das coisas... Já tiveram tantos vilões icônicos de James Bond. Você está meio que representando contra todos estes grandes atores, e grandes papéis. O que...? Houve alguma coisa que você disse: "Eu realmente quero que este personagem tenha isso"? "Ou que tenha aquilo"?

JB: Nada específico, porque eu não queria que lembrasse de outro ator.  Porque, como você disse... eram atores incríveis, e fizeram ótimos trabalhos, mas você não quer ser influenciado por isso. Mas o que sabíamos que tínhamos que ter... era um "sabor" de um vilão clássico de James Bond... em Silva. Porque é o filme que celebra os 50 anos. Então, algo clássico tem que estar presente. E nós combinamos o clássico com a parte moderno do personagem em si.

Este é um dos temas que faz o filme ótimo também, que é o velho versus o novo. E é muito realista. É muito pé no chão. Você poderia falar sobre estes aspectos do filme?

JB: Sim. É um dos temas, e isto está implícito em todos os personagens do filme. Que é uma forma de nos redefinirmos. Sabendo que podemos dizer adeus para algo, e podemos aceitar as coisas novas, mas sem perder o que era melhor daquele tempo. Isto é algo que acontece com todos nós, quando estamos envelhecendo. E, neste filme, está muito bem implícito em todos os personagens. Na emoção de todos os personagens, de alguma forma.

Eu também estou muito empolgado para "The Counselor", de Ridley Scott, que eu sei que você está filmando agora. Você pode falar um pouco sobre como tem sido trabalhar com Ridley? E o que tinha no papel, que fez você querer fazer o filme?

JB: Outra vez, é um desses casos em que dizem: "Você está interessado neste papel?" E você lê o roteiro... Você tem que ler... Se você tem sorte suficiente para conseguir um trabalho... primeiramente. Porque não é todo ator que tem a chance de ler roteiros. Mas se você consegue ler alguns roteiros, e você pode escolher... você escolhe, naturalmente, por causa do impacto que a história ou papel tem em você. E, neste caso, em "The Counselor", aconteceu comigo como... Eu li e pensei: "É o primeiro roteiro de  Cormac McCarthy." E, depois, sabendo que era Ridley Scott que estaria atrás da câmera, eu pensei: "Isto parece divertido e criativo também." E, até agora, tem sido uma experiência incrível.

Muito obrigado pelo seu tempo hoje. E eu falo sinceramente: o filme é fantástico.

JB: Muito obrigado

007 - Operação Skyfall entrou em cartaz no dia 26 de outubro.

Baixe os filmes em HD e as músicas de 007

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados e cookies para as finalidades ali constantes.