DVD e Blu-ray

Crítica

Crítica do Blu-ray Star Trek

Discos mostram como J.J. Abrams agradou aos trekkers mais antigos e criou os neo-trekkers

Marcelo Forlani
12.01.2010
00h00
Atualizada em
14.12.2016
20h08
Atualizada em 14.12.2016 às 20h08

Um dos melhores filmes de 2009, Star Trek ganha um Blu-ray à sua altura. Desde os já manjados comentários do disco 1 à extensa lista de extras presente no segundo disco, tudo foi criado para deixar os trekkers das antigas e os neo-trekkers ainda mais maravilhados com a forma como J.J. Abrams reuniu um elenco perfeito e também conseguiu contar a sua história respeitando o cânone clássico e levando a série onde qualquer outra filial da franquia havia ido.

Se há um porém é que os menus não foram traduzidos para o português. E é isso! A imagem do menu que mostra a planta tridimensional da USS Enterprise - NCC 1701 é prova do carinho que os produtores tiveram com o Blu-ray de Star Trek, um filme que tinha que ser visto no cinema e merece ser revisto na alta definição do disco azul.

Star Trek

None

Star Trek

None

Star Trek

None

Star Trek

None

Star Trek

None

Star Trek

None

Star Trek

None

Acompanhe abaixo breves resumos do que são cada um dos extras:

Audaciosamente Indo (To Boldly Go - 16min41s) Começa Leonard Nimoy falando do estúdio onde, entre 1966 e 1968 foram gravados os episódios da série clássica de Jornada nas Estrelas (Star Trek). O diretor J.J. Abrams, o produtor Damon Lindelof, os roteiristas Roberto Orci e Alex Kurtzman, o produtor executivo Bryan Burk explicam porque aceitaram o desafio de recomeçar a franquia. Detalhe para a "abertura" deste featurette, feita nos moldes da abertura de um programa de TV. Mostra também o primeiro teste de câmera de Nimoy como o Spock envelhecido e Zachary Quinto como o novo Spock. "Como fazer um filme para todos?" e "Como e por que Kirk e Spock se tornaram Kirk e Spock?" eram as questõe principal do projeto e baseado no Trekômetro vamos conhecendo um pouco sobre cada um dos envolvidos e o quanto eles conheciam da franquia. J.J. diz que teve um encontro com Nimoy e William Shatner para discutir o filme antes mesmo de ter o roteiro pronto e que eles queriam muito ter o eterno Capitão Kirk por ali, mas não conseguiram achar uma explicação boa o suficiente para ele aparecer, uma vez que ele havia sido morto em um dos filmes.

O Elenco (Casting - 28min53s) Os novos Spock, Kirk, Uhura, Sulu, McCoy, Scotty, Chekov e o Capitão Pike são apresentados em um longo vídeo de quase meia hora que mostra como todos eles se divertiram filmando esse reinício da série Star Trek. E no fim vem a empolgante apresentação de Leonard Nimoy, que ao contrário dos outros que estavam chegando, se despedia do papel que o acompanhava há mais de 40 anos. Seu discurso final é - para dizer o mínimo - de dar nó em garganta de vulcano.

Uma Nova Visão (A New Vision - 19min31s) - Os roteiristas, J.J. Abrams, o diretor de fotografa Dan Mindel, o desenhista de produção Scott Chamliss, o supervisor de efeitos visuais e diretor de segunda unidade Roger Guyett, o gerente de unidade da produção e produtor executivo Jeffrey Chernov e o primeiro diretor assistente Tommy Gormley respondem à pergunta "Como fazemos o espetáculo parecer real?" Bom, uma das grandes novidades entre a série clássica e o filme é que desta vez havia muito mais dinheiro envolvido. E um diretor talentoso e bem rodeado de pessoas que entenderam o que ele queria: dar à história um ritmo de aventura mais parecido com Star Wars do que com o Star Trek que todos viam na TV. Uma das saídas foi filmar em locação e em cenários reais o máximo de tomadas possíveis. Outra foi a utilização das lentes anamórficas e os brilhos que estão até no cartaz do filme e nos extras deste blu-ray. O extra também mostra alguns segredos técnicos de J.J. Abrams, como ficar sacudindo as câmeras nas cenas de ação, para dar um ritmo próprio, usar espelhos e filmar os atores de pé em vez de pendurá-los de ponta-cabeça com fios e usar crianças para "aumentar" os cenários.

As Naves (Starships - 24min35s) O grande desafio era homenagear a série clássica e ao mesmo tempo apresentar uma versão atual, para o público de hoje, com um visual futurista. Como o filme começa a bordo da USS Kelvin, era preciso criar ali um ambiente "retrô", já com cerca de 30 anos de uso, para contrastar com o que viria a seguir, com a USS Enterprise. A nave criada para o filme é praticamente o dobro da que era apresentada na série de TV. Uma das saídas usadas para demonstrar sua grandeza é não colocá-la inteira na tela, deixando sempre algum pedaço de fora. As linhas mais arredondadas e o brilho dão um ar mais moderno. Para fazer as cenas da casa de força e os corredores cheio de enormes cilindros, a produção usou uma fábrica da cervejaria Budweiser. A Ponte de Comando foi o que deu mais trabalho, por ser um local bastante conhecido por todos. Narada, a nave do Nero, foi inspirada no trabalho do arquiteto Gaudí, pois deveria ter um estilo de um organismo vivo.

Os Alienígenas (Aliens - 16min30s) O featurette começa apresentando os tipos diversos de alienígenas e os diferentes tipos de tratamento que eles tinham. Os que iam aparecer mais, com close, eram criados e trabalhados em cada detalhe. Os que iam aparecer de relance eram um pouco menos detalhados e, por fim, os que estariam apenas ajudando a compor o cenário eram máscaras reformadas. É impressionante notar cada detalhe na criação de um novo personagem, ou melhor, uma nova raça, contando aí a forma como eles se mexeriam, que tinha um coreógrafo só pensando nisso. Em seguida, o vídeo fala dos vulcanos e Leonard Nimoy dá uma aula sobre orelhas pontudas, enquanto Zachary Quinto faz suas sobrancelhas. Por fim, o maior desafio dos artistas: os Romulanos. São mostrados diversos esboços, que variam do número de tatuagens, cicatrizes e piercings, até a solução final, que era mais barata e rápida de ser feita. Por fim, o vídeo mostra o Big Red, o bichão vermelho que corre atrás do Kirk no planeta onde ele é deixado para trás e acaba encontrando Spock e Scotty.

Planetas (Planets - 16min10s) A primeira parada nessa viagem interuniversal é Vulcano. Os exteriores foram filmados nas montanhas de Vasquez Rocks, locação que foi utilizada até mesmo na série clássica. Para fazer as vezes da Academia de Ciência Vulcana foi escolhido o Cemitério de Rose Hills. A cena da perfuradora precisava de um local alto, então eles foram para um estádio de futebol americano. E para destruir Vulcano foram utilizadas técnicas modernas de computação gráfica. O vídeo passa ainda pela congelada Delta Vega, que só não foi filmada na Islândia por uma questão de orçamento. Neste trecho aprendemos que a neve agora é feita de papel. E, para terminar, a Terra. A sede onde ficam as naves da Acadeia da Frota Estelar é um antigo hangar para dirigíveis, que está prestes a ser demolido. O principal motivo que une os cenários que serviram como a Academia da Frota Estelar é o seu estilo etentista.

Objetos de Cenas e Figurinos (Props and Costumes - 9min22s) O contrarregra Russel Bobbitt explica a importância da série clássica como principal fonte de inspiração para os feisers, tricoders, comunicadores e o aparelho que Uhura usava para se comunicar quando estava na Ponte. Já quem fala dos figurinos é Michael Kaplan. Ele fala que também tomou a série clássica como inspiração, mas tinha carta branca para criar algo novo, mais moderno e atual. E apostou nos tecidos para dar essa cara nova. Uma pena que o figurino que ele mais gostou de fazer, o dos klingons tenha ficado de fora.

Ben Burtt e os Sons das Estrelas (Ben Burtt and the Sounds os Star Trek - 11min45s) Ben Burtt, o gênio por trás dos efeitos sonoros das sagas Star Wars (sim, o criador dos bips do R2-D2) e Indiana Jones, foi chamado para recriar os sons de Star Trek, algo tão icônico para a série quanto as orelhas pontudas e o cumprimento vulcano. Burtt nos leva aos porões da Paramount, onde ele descobre como alguns efeitos sonoros foram feitos e depois mostra no seu estúdio como conseguiu reproduzir e recriar alguns dos novos efeitos sonoros dos phasers, teletransporte, portas e demais aparelhos da USS Enterprise, todos inspirados na série clássica. O meu featurette favorito, sem dúvida!

A Música (Score - 6min28s) Michael Giacchino fala sobre a música tema da série clássica, que só é ouvido no fim do filme, quando a tripulação está toda reunida na ponte. Para ele é como se aquele fosse o momento em que eles ganharam o direito de tocar a música. O compositor fala também das músicas tema do Kirk e o Spock.

A Visão de Gene Ruddenberry (Gene Roddenberry's Vision - 8min47s) A importância de Gene Roddenberry e sua maior criação, Star Trek. O vídeo coloca produtores, roteiristas, atores e outras pessoas falando como a visão positiva de Roddenberry era diferente para a época e por isso tão importante e atual até hoje. Foi na série clássica que, pela primeira vez, houve interações interraciais em que todos trabalhavam juntos independente da sua cor, sexo e até mesmo espécie. Enquanto muita gente pensava que no futuro os humanos entrariam em guerra, ele mostrava o homem indo ao espaço em paz. Além disso, o featurette também presta homenagem ao que a visão de Roddenberry teve sobre o futuro da ficção científica e a própria ciência.

Cenas Inéditas com Comentários Opcionais (Deleted Scenes - 13min30s) O nascimento do Spock; Os Klingons dominam Narada; O jovem Kirk, Johnny e o tio Frank; Amanda e Sraek discutem sobre as brigas do Spock; O interrogatório e a fuga; Sarek pega Amanda; O dormitório e o Kobayashi Maru (A versão original); Kirk pede desculpas à menina verde; Sarek vê Spock. Na opção de ver todas as cenas com comentários de J.J. Abrams, Bryan Burk, Alex Kurtzman e Damon Lindelof não há legendas dos comentários, apenas dos diálogos das cenas.

Nave Simuladora da Frota Estelar (Starfleet Vessel Simulator) - Como o próprio nome diz, trata-se de um simulador interativo das naves U.S.S. Enterprise, da frota da Federação, e Narada, a nave usada pelos romulanos para mineração. A cada clique você pode ver a nave por um ângulo diferente e caixas que explicam o que é cada uma das áreas clicáveis, com direito a ver vídeos, disparar phasers e viajar a velocidade warp.

Erros de Gravação (Gag Reel - 6min22s) Uma série de erros de gravação, brincadeiras, danças, piadas internas e risadas garantidas.

Trailers - O teaser que mostra a neve em construção e mais três trailers. Todos eles sem legendas.

Os créditos do disco (Disc Credits)

Star Trek (2008)
Star Trek
Star Trek (2008)
Star Trek

Ano: 2008

País: EUA

Classificação: 12 anos

Duração: 126 min

Direção: J.J. Abrams

Roteiro: Roberto Orci, Alex Kurtzman

Elenco: Chris Pine, Zachary Quinto, Leonard Nimoy, Eric Bana, Bruce Greenwood, Karl Urban, Zoe Saldana, Simon Pegg, John Cho, Anton Yelchin, Ben Cross, Winona Ryder, Chris Hemsworth, Jennifer Morrison, Rachel Nichols, Faran Tahir, Greg Ellis, Scottie Thompson, Paul McGillion, Lucia Rijker, Jimmy Bennett, Greg Grunberg, Lisa Vidal, Jacob Kogan, Tyler Perry, Amanda Foreman, Diora Baird, Sufe Bradshaw, Tony Elias, Sean Gerace, Randy Pausch, Tim Griffin, Freda Foh Shen, Kasia Kowalczyk, Jason Brooks, Sonita Henry, Kelvin Yu, Marta Martin, Tavarus Conley, Jeff Castle, Billy Brown, Spencer Daniels, Jeremy Fitzgerald, Zoe Chernov, Max Chernov, Lorenzo James Henrie, Colby Paul, Cody Klop, Akiva Goldsman, Anna Katarina, Douglas Tait, Tony Guma, Gerald W. Abrams, James McGrath, Jason Matthew Smith, Marcus Young, Bob Clendenin, Darlene Tejeiro, Reggie Lee, Jeffrey Byron, Jonathan Dixon, Ben Binswagner, Margot Farley, Alex Nevil, Kimberly Arland, Jeff Chase, Charles Haugk, Nana Hill, Michael Saglimbeni, John Blackman, Jack Millard, Shaela Luter, Sabrina Morris, Michelle Parylak, Oz Perkins, Michael Berry Jr., Pasha D. Lychnikoff, Matthew Beisner, Neville Page, Jesper Inglis, Marlene Forte, Leonard O. Turner, Mark Bramhall, Ronald F. Hoiseck, Irene Roseen, Jeff O'Haco, Deep Roy, Majel Barrett, Rico E. Anderson, Richard Arnold, Tad Atkinson, Leslie Augustine, John Baca, Sala Baker, Leo Baligaya, Corey Becker, Jessica Boss, Neil S. Bulk, James Cawley, Brad Champagne, Zachary Culbertson, Calvin Dean, Christopher Doohan, Claire Doré, Mark Casimir Dyniewicz, Etienne Eckert, Ken Edling, Aliza Finley, Ian Fisher, Mathew Thomas Foss, Massi Furlan, Victor Garber, Tommy Germanovich Jr., Mary Grace, Wyatt Gray, Joshua Greene, Nancy Guerriero, Justin Rodgers Hall, Jeffery Hauser, Brad William Henke, Elizabeth Ingalls, Christopher Karl Johnson, Jolene Kay, Sarah Klaren, Makiko Konishi, Bryan Lee, Daniel D. Lee, Anne Leighton, Steve Luna, Aaron Lynch, Justin Malachi, Nav Mann, Paul Marshall, Owen Martin, Taylor McCluskey, Matthew McGregor, Caitlin McKenna-Wilkinson, Patrizia Milano, Kevin Moser, Jonathan W.D. Newkerk, Westley Nguyen, Jim Nieb, Andres Perez-Molina, Mark Phelan, Damion Poitier, Rahvaunia, Bertrand Roberson Jr., Deborah Rombaut, Leonard Jonathan Ruebe, Ramona Seymour, William Morgan Sheppard, Katie Soo, Arne Starr, Ronnie Steadman, Joseph Stephens Jr., Joseph Steven, T.J. Storm, Paul Townsend, Scott Trimble, Errik Tustenuggee, Ravi Valleti, Jason Vaughn, A.J. Verel, Brian Waller, Steve Wharton, Wil Wheaton, Brianna Womick, Lynnanne Zager

Nota do Crítico
Bom