Geoff Johns e Jason Fabok revelam influências da HQ Batman: Three Jokers

Créditos da imagem: Divulgação/DC Comics

HQ/Livros

Notícia

Batman: Three Jokers | Geoff Johns e Jason Fabok revelam influências da HQ

Autores se reuniram em painel especial sobre a HQ no DC FanDome

Gabriel Avila
12.09.2020
15h06

Os quadrinistas Geoff Johns e Jason Fabok se reuniram durante um painel especial no DC FanDome para discutir a HQ Batman: Three Jokers. Na história, o Batman precisa unir forças com a Batgirl e o Capuz Vermelho para investigar o misterioso surgimento de Três Coringas - cada um diretamente ligado aos principais traumas dos heróis.

Durante o bate-papo, Johns revelou que suas maiores inspirações para essa versão do Batman estão nas histórias que vieram após a Crise nas Infinitas Terras. O roteirista citou clássicos como Ano Um, A Piada Mortal, Morte em Família, e também algumas com um toque mais realista como O Messias. Já Jason Fabok afirmou que suas principais referências incluem o filme Batman de Tim Burton, onde conheceu o herói. Já nas HQs citou especialmente a arte de Jim Lee em Batman: Silêncio, e outros grandes artistas que passaram pelo herói como Neal Adams, David Finch, Gary Frank. Para Three Jokers ele revela ter se inspirado especialmente em Brian Bolland, artista da clássica A Piada Mortal. “A forma como ele desenha os painéis e como conta uma história visualmente. Trouxe muito disso para o meu trabalho e deu um novo sentimento ao meu traço”, afirma.

Afirmando que quer deixar uma marca atemporal na arte da HQ, Fabok voltou a citar Bolland e Alan Moore, dupla responsável pelo mais famoso confronto entre o Batman e o Coringa nos quadrinhos. “Eles discutiram muito disso na Piada Mortal, em que queriam dar uma cara atemporal. Na história o Bolland referência muitas HQs dos anos 1940, da Era de Ouro. Eu estou meio que referenciando muito dos anos 1980”. Nesse momento, o artista revelou que deixou inúmeros easter-eggs para fãs que acompanham o herói desde essa época. “Quando penso no Batman, na minha cabeça ele tem a estética dessa época e acho que fãs que leem há muito tempo e mergulham em coisas como o desenho animado, nos filmes e principalmente nas HQs clássicas vão ver vários easter-eggs quando lerem esse quadrinho. (...) Não tenho medo de mostrar essas influencias, já que elas fazem parte de mim como fã de quadrinhos”.

Falando sobre a trama, Geoff Johns revela que buscou comparar como o Coringa afetou Batman, Batgirl e Capuz Vermelho de formas diferentes. “Eles saíram disso de formas diferentes. Embora Barbara tenha se curado emocionalmente, na maior parte, ela ainda carrega um certo trauma. Já Jason acredito que se curou de forma muito errada. Ambos precisam lidar com o que aconteceu, mas comparar essas três pessoas e o que o Coringa fez com elas foi o que me animou sobre essa história. Porque todos passamos por tragédias e traumas, e como você processa e lida com isso é incorporado em quem você é”.

Chamada Explore o Multiverso, a segunda parte do DC FanDome acontece neste sábado (12) e terá foco maior nos quadrinhos e nas séries de TV. O evento está dividido em quatro palcos virtuais: o WatchVerse, com destaque para as séries de TV; InsiderVerse, que foca nos bastidores das produções; o FunVerse, com conteúdos interativos e o YouVerse, com conteúdos de cosplay e artes feitas pelos fãs – entenda o que será exibido em cada um.

Fique ligado no site e nas redes do Omelete e acompanhe nossa live no YouTube para não perder nenhum detalhe do evento.