HQ/Livros

Notícia

"Arlequina hoje é o quarto pilar da DC", diz Jim Lee

Copublisher compara a vilã com Superman, Batman e Mulher-Maravilha

Marcelo Hessel
10.08.2016
15h56
Atualizada em
29.06.2018
02h35
Atualizada em 29.06.2018 às 02h35

"Eu me refiro à Arlequina como o quarto pilar da DC Comics na nossa linha de títulos, atrás de Superman, Batman e Mulher-Maravilha." É assim que Jim Lee, copublisher da editora, explica a importância da personagem hoje, em entrevista ao Vulture.

None

Além de protagonizar o filme do Esquadrão Suicida, a Arlequina hoje estrela três séries dentro da reformulação Rebirth da DC, e está entre os produtos mais vendidos entre os licenciados da empresa. "Ela é sempre uma best seller e fica frente a frente com o Batman e o Coringa entre os personagens mais requisitados pelos fãs", diz Kevin Kiniry, vice-presidente da DC Collectibles.

[Artigo] Por que todos amam a Arlequina?

Na mesma entrevista, Lee e o copublisher Dan DiDio contam como começaram a identificar a preferência dos leitores pela vilã. Embora nunca tivesse integrado o Esquadrão Suicida antes, Arlequina passou a fazer parte da equipe em 2011, no reboot dos Novos 52, por ideia do escritor Adam Glass. Lee e DiDio então perceberam que as edições da série vendiam mais com as capas alternativas que tinham a presença da personagem. Harley começou a aparecer mais na HQ, e consequentemente as vendas da série subiram.

Semana passada começou a sair a nova fase de Harley Quinn, que embora tenha a numeração zerada não mudou a trama que vinha sendo contada no primeiro semestre - leia mais.