Séries e TV

Artigo

Os mistérios da nova temporada de Under the Dome na San Diego Comic Con 2014

Elenco fala sobre o futuro dos seus personagens na nova temporada

Elena Butler
26.07.2014
23h38
Atualizada em
29.06.2018
02h35
Atualizada em 29.06.2018 às 02h35

Aconteceu quinta-feira, dia 24, na San Diego Comic-Con 2014, o painel de Under The Dome, série de TV da CBS que adapta o romance homônimo de Stephen King.

Under The Dome

None

Under the Dome segue a história dos moradores da pequena cidade de Chester's Mill. Presos sob um misterioso domo que surgiu no céu e liderados por um veterano da Guerra do Iraque (Mike Vogel), os moradores se unem para manter a ordem e lutar contra a barreira que os isola do resto do mundo.

Para falar sobre a segunda temporada, estiveram presentes do elenco os atores Mike Vogel, Rachelle Lefevre, Alexander Koch, Colin Ford e Eddie Cahill, além do produtor executivo Neal Baer. Durante as entrevistas, Baer e Vogel brincaram com a possibilidade de sair do domo. O elenco também discutiu a dificuldade de manter-se fiel à cronologia da série e aos personagens.

Pergunta: Quando as pessoas comparam a sua série com o livro, como você decide as diferenças entre eles quando escreve os episódios?

Neal Baer: "O livro foi uma inspiração e um trampolim para a primeira temporada. Foi legal o que Stephen King escreveu em um artigo para a Entertainment Weekly, dizendo 'Nós não vamos adaptar o livro como uma série. Você sabe o que vai acontecer no livro, então não quer ficar um pouco surpreso com a série?' Nós vamos dar algumas surpresas, vamos fundir alguns personagens e vamos nos livrar de alguns, mas teremos ainda pessoas presas sob uma cúpula e os desafios que enfrentam."

Nós veremos mais do mundo fora do domo?

Baer: "Sim. Se vocês estavam no painel, vocês viram o clipe onde Barbie corta a corda - ou ele morre ou vai para algum outro lugar."

Se é possível sair do domo, isso significa que talvez algumas pessoas que não estão lá possam vir de fora?

Baer: "Não, mas talvez seja possível sair. Ninguém conseguiu entrar pelo que nós sabemos. E depois nós temos a internet, que veio no terceiro episódio quando Junior e Norrie receberam mensagens de e-mail de The Hounds of Diana. Agora nós demos aos telespectadores uma experiência em trans-media. Acho que somos o primeiro programa na CBS a fazer isso. Nós também estamos introduzindo um personagem - a pessoa que estava mandando essas mensagens para Dodee e quem estava mandando mensagens para Junior com um vídeo de sua mãe.

Quem será? Nós vamos conhecê-lo no oitavo episódio. Nós partiremos do digital para o real com esse personagem interpretado por Max Ehrich, que era uma das estrelas de Young and the Restless e foi indicado para o Emmy este ano. Ele é um grande jovem ator em ascenção. Ele vai ser uma "chave" para Joe, Norrie, Melanie e Junior. É uma longa resposta para, sim, talvez tenha uma saída."

Julia e Barbie estiveram batendo cabeça ultimamente. Isso é algo que continuaremos a ver nesta temporada?

Rachelle Lefevre: "Nós definitivamente temos um conflito emergente. Acho importante nós termos, esses são os personagens que se conheceram basicamente três semanas atrás e parece bem mais por causa do modo como os episódios se desenvolvem. mas no tempo real, nós fazemos um dia e uma noite dentro do domo, muito raramente um episódio é mais do que um dia e uma noite. Não faz muito tempo e acho que quando duas pessoas são colocadas juntas, não importa o quanto elas se apaixonem, o quanto elas sentem uma ligação, ainda vão existir riscos, vão existir diferenças. Então, acho que estão trabalhando isso de uma maneira que eu acho importante. Não acho que deveríamos apenas nos apaixonar e "ah, tudo vai ficar bem". Não seria interessante para a série."

O fato de que só se passaram três semanas embaixo do domo torna difícil de interpretar seus personagens em relação a como seus sentimentos evoluem?

Lefevre: "Nós esquecemos."

Mike Vogel: "É, é uma pergunta interessante."

Lefevre: "Nós realmente esquecemos. Nós estamos gravando cenas e algo vai aparecer e você vai falar "Meu Deus, esta cena está escrita como se essas pessoas estivessem juntas desde sempre". E você tem que se lembrar enquanto você interpretando que na verdade não faz tanto tempo."

Vogel: "Nós precisamos nos lembrar disso em tempo real, que está indo um dia de cada vez. No tempo de televisão as semanas são esticadas entre as coisas e tem uma tonelada de caos acontecendo dentro do domo e em nossa volta. Nós policiamos o roteiro e os personagens o melhor que podemos, mas também temos liberdade criativa para podermos avançar na história. Somos um programa de apenas 13 episódios, não 22. Nós precisamos avançar conforme o tempo que temos."

Na primeira temporada nós vimos que Julia era a monarca. Nós veremos mais disso na próxima temporada?

Lefevre: Você verá um pouco disso. Acho que o que estamos fazendo agora com a serie é pensando a longo prazo. Inicialmente, nós não tínhamos certeza se estaríamos de volta, era como "Vai ser apenas uma temporada?". Acho que eles juntaram muita mitologia e agora nós temos muito mais coisas em comum com outros seriados que já estão no ar por muitas temporadas. Você sente o gosto desta mitologia e eles te dão pequenos pedaços a cada vez. É realmente um fato de que sou a monarca, mas é algo que não terá tanta importância para outras mudanças. Conforme a temporada for progredindo, o seu sentido será revelado.

O que você gostaria que acontecesse com o seu personagem?

Vogel: "Nós teremos coisas legais nessa temporada. Alguém consegue achar um jeito de sair do domo, então nós trazemos o mundo de fora para dentro e a sua reação com o que está acontecendo no domo. Bem como, por Barbie especificamente, ter introduzido alguns dos seus familiares e a mitologia de tudo isso vai se aprofundando cada vez mais."

Conte-nos um pouco sobre o que seus personagens farão nesta temporada.

Eddie Cahil: "Meu personagem está em uma missão para acabar com o domo. Ele está em busca disso de uma maneira um tanto quanto destrutiva."

Colin Ford: "Acredito que Joe está fazendo uma das maiores transições que ele fará em sua vida e talvez a mais importante. Acho que ele irá de ser apenas uma criança para ser tratado e respeitado como um adulto. Será uma das maiores coisas para ele nesta segunda temporada, seja com problemas de relacionamento, problemas com o domo, ou um desastre natural em Chester's Mill que todos devem lidar. Seja o que for, Joe vai lidar com isso com um pouco do heroísmo que Barbie teria. O que nós vimos na primeira temporada com Barbie, nós veremos algo similar com Joe na segunda."

Alexander Koch: "Sobre Junior, eu acho que vai ser um ano sobre sua conexão com a família, depois de descobrir todos esses segredos sobre sua mãe e quem são as pessoas em quem ele pode se apoiar. Talvez ele descubra durante a temporada que ele precisa se virar sozinho e tomar suas próprias decisões e corrigir seus erros."

Under the Dome exibe sua segunda temporada às segundas-feiras nos EUA. No Brasil, o canal pago TNT exibe episódios inéditos da série também às segundas, às 23h30.