Euphoria volta com episódio intimista antes de painel na CCXP Worlds

Créditos da imagem: Divulgação

CCXP

Artigo

Euphoria volta com episódio intimista antes de painel na CCXP Worlds

Capítulo focado em Rue se apoia em diálogos e questionamentos sobre a vida

Camila Sousa
04.12.2020
18h52

Quando a quarentena por conta do novo coronavírus começou, a segunda temporada de Euphoria precisou parar sua produção, assim como várias outras séries ao redor do mundo. Com isso, a HBO adiou o lançamento da nova temporada, mas agraciou os fãs com um episódio especial focado em Rue, personagem interpretado por Zendaya, que estará na CCXP Worlds neste domingo (6). O especial vai ao ar na HBO também no domingo, às 23h, mas já está disponível na HBO Go.

[Cuidado com spoilers leves abaixo]

Diferente de outros capítulos da história, muito mais focados na parte visual, o capítulo especial tem força nos diálogos entre a protagonista e Ali, personagem de Colman Domingo. Como já revelado no trailer, os dois estão em um restaurante de beira de estrada na véspera de Natal e usam esse momento para falar sobre o vício e as várias formas de (tentar) lidar com ele.

Tratar desse tema em uma série de TV é uma tarefa difícil e Euphoria sofreu várias críticas no começo de sua primeira temporada, de pessoas espantadas com a crueza como a série coloca as situações. Isso está de volta na forma de diálogos neste episódio especial. Curiosamente, ainda que seja menos gráfico, o capítulo gera um incômodo quando vemos Ali sendo totalmente aberto com Rue e dizendo que ela precisa acreditar em algo.

Nas falas de Rue, novamente incrivelmente interpretada por Zendaya, fica claro como a morte do pai ainda é um fator extremamente importante em suas atitudes. Ela questiona porque alguns vivem e outros morrem e deixa claro o gosto amargo da decepção de achar que tudo ficaria bem em vários momentos de sua vida, apenas para depois ter seu mundo colocado de cabeça para baixo.

Domingo também merece muito destaque pelo episódio. Fica claro como Ali se preocupa com Rue e quer o melhor para ela, mas nem por isso deixa de falar o que é importante: ela precisa parar de se culpar, se dar uma chance de melhorar e parar de achar que sua sobriedade é algum sinal de fraqueza. Rue precisa entender onde está sua força, ainda que isso pareça distante neste momento.

Durante todo o episódio, que dura quase 1h, é impossível não pensar nos questionamentos de Rue sobre o sentido da vida, já que alguns deles são muito pertinentes. E a forma como a série escolhe para responder isso não poderia ser mais poética. Enquanto Rue busca grandes motivações para continuar seguindo, é no riso sincero de Ali que percebemos que todos essas motivações estão nas pequenas coisas.

O painel de Euphoria na CCXP Worlds terá a participação de Zendaya e do showrunner Sam Levinson e está programado para o domingo (6) na Thunder Arena, dentro da apresentação da Warner Media.

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.