Imagem de Star Trek: Picard

Créditos da imagem: Star Trek: Picard/CBS/Divulgação

CCXP

Artigo

CCXP19 | Borgs e a Frota estarão diferentes em Star Trek: Picard

Confira como foi o painel da série

Salvador Nogueira (Trek Brasilis)
07.12.2019
22h40
Atualizada em
08.12.2019
10h00
Atualizada em 08.12.2019 às 10h00

Para a mais nova série de Star Trek, os fãs podem esperar mudanças significativas em dois dos mais consolidados elementos da mitologia da franquia: os arqui-inimigos borgs e a própria Frota Estelar. Foi o que foi mostrado na apresentação sobre Star Trek: Picard, durante o painel da Amazon Prime Video, na CCXP, nesta sexta-feira (6).

A série traz uma nova fase na vida de Jean-Luc Picard (Patrick Stewart). Aposentado e  cuidando de seu vinhedo na França, o velho capitão é chamado de volta à ação após se encontrar com Dahj (Isa Briones), uma moça em apuros com uma história trágica e misteriosa.

Stewart não esteve na CCXP, mas mandou para os fãs uma saudação em vídeo. Para representar a série, além de Briones, estiveram presentes ao palco do Auditório Cinemark XD os atores Santiago Cabrera (Cristobal "Chris" Rios), Michelle Hurd (Raffi Musiker), Isa Briones (Dahj) e Jonathan Del Arco (o borg Hugh, veterano de três episódios de Jornada nas Estrelas: A Nova Geração).

Cada um deles comentou sua relação pregressa com Star Trek. "Eu fiz uma maratona, com episódios indicados, assim que ganhei o papel", disse Santiago Cabrera. "Antes, eu estava ciente do que era, mas não conhecia bem."

Michelle Hurd, por sua vez, revelou uma relação mais forte com a saga. "Eu via com a minha família quando criança", disse. "E minha irmã é uma grande fã da série." Ela citou também a atitude progressista de Star Trek, que exibiu o primeiro beijo interracial da TV americana.

A jovem Isa Briones se alinhou mais com Cabrera, dizendo não ter visto muito, embora estivesse ciente de sua representatividade, em particular por meio de George Takei, representando os asiático-americanos (Briones é britânica, mas com ancestralidade filipina). O quarteto teve a chance de apresentar brevemente seus personagens aos fãs, embora sem muito detalhes – eles estavam visivelmente temerosos de dar algum spoiler indevido.

O CAPITÃO

Os atores foram só elogios para Patrick Stewart. "Ele é gentil, generoso, amoroso, autodepreciativo", disse Michelle Hurd. "Ele permite que você explore, cometa erros, seja corajosa". A atriz contou que seus joelhos tremiam ao conhecê-lo, "mas ele instantaneamente coloca você à vontade". "É mágico", arrematou.

Cabrera destacou que trabalhar com Stewart é um bônus: "eleva a experiência". E Briones destaca o sentimento de todos: "Nós falamos disso entre nós. Não é só na série. Na vida real, ele é o capitão perfeito. Ele é o melhor em todos os quesitos."

O VELHO E O NOVO

Mesmo com a volta de vários veteranos de Star Trek (já há participações confirmadas de Brent Spiner, Jonathan Frakes, Marina Sirtis e Jeri Ryan, além de Jonathan Del Arco), a série promete refletir um novo momento na vida deles – e novas circunstâncias para o universo que habitam.

A própria Frota Estelar não será o que os fãs se acostumaram a ver nas outras séries. "Se você olhar para as nossas instituições nos últimos 20 anos, elas mudaram", disse Isa Briones. "A série refletirá isso". E Jonathan Del Arco diz que os arquiinimigos da Federação no século 24, os borgs, também já não são mais os mesmos. "Os borgs mudaram desde a última vez que os vimos", disse. "Eles estarão ainda mais fascinantes. Apenas aguarde...".

De toda forma, apesar do tom diferente e das mudanças, Del Arco aposta que a série terá apelo para os fãs antigos. "Quem gosta de A Nova Geração vai querer ver e rever esta série muitas vezes."

Star Trek: Picard estreia no Brasil em 24 de janeiro, pela Amazon Prime Video.