CCXP

Artigo

CCXP Worlds | Kirkman reúne elenco de Invincible e revela novos dubladores

Quadrinista conhecido por The Walking Dead discutiu sua nova série animada

Arthur Eloi
05.12.2020
23h00
Atualizada em
06.12.2020
11h54
Atualizada em 06.12.2020 às 11h54

Pelo sucesso gigantesco de The Walking Dead, o quadrinista Robert Kirkman também virou um nome prestigiado da televisão, o que lhe deu a oportunidade de adaptar outras de suas HQs para a telinha. Sua nova jornada é um de seus trabalhos mais duradouros nos quadrinhos: Invincible, publicado nos EUA de 2003 até 2018. O projeto agora ganha série animada no Amazon Prime Video, e marca presença na CCXP Worlds.

O painel de Invincible impressionou por não economizar nos nomes de peso. Kirkman se reuniu virtualmente com parte do elenco, composto por Steven Yeun (The Walking Dead), JK Simmons (Homem-Aranha, Whiplash), Zazie Beetz (Atlanta, Deadpool 2), Gillian Jacobs (Love, Community) e Zachary Quinto (Star Trek). Mas, para o criador, o grande chamariz do seriado, e também da HQ, é a variedade narrativa dentro de um universo de heróis, com arcos dramáticos na Terra, ou grandiosos no espaço. “Começou como uma HQ em 2003 e se tornou tudo que nós [Kirkman e os cocriadores Cory Walker e Ryan Ottleyos] amávamos sobre o gênero de heróis em uma única história”, falou.

Segundo Kirkman, a iniciativa de adaptar Invincible na Amazon veio do interesse da própria plataforma em ter mais animações adultas, esforço que já rendeu frutos como a surrealista Undone (2019). Mas o projeto do quadrinista parece se encaixar ainda melhor no catálogo do streaming que tem como um dos carros-chefe The Boys, também uma adaptação adulta sobre o mundo dos heróis. O criador ressalta que sua HQ foi uma das primeiras a desconstruir a imagem de seres poderosos, três anos antes da perturbadora e divertida saga de Garth Ennis, mas que é algo bom ter tantas produções brincando com o gênero agora. “Hoje em dia o público tem um melhor entendimento do que são super heróis”, falou Kirkman. “Agora que temos essas grandes séries de TV e filmes, é uma boa oportunidade para focar no que é ótimo nos heróis e comentar as partes estranhas.

Para os fãs de The Walking Dead, é muito bom ver o autor trabalhando novamente com Steven Yeun, que viveu o queridinho Glenn por anos no seriado da AMC. O ator, que não esconde sua admiração pelo quadrinista, contou que foi justamente essa parceria que lhe fez se interessar em conhecer o material-base e estrelar a animação.

Só fui ler Invincible quando comecei a trabalhar com Kirkman em The Walking Dead, fui atrás de todas as obras dele. O que mais amei é que, se você gosta de HQs e heróis, ele escreveu a versão que secretamente todos nós queríamos ler. Não fazia ideia de que Kirkman transformaria isso numa série animada, ele que me ligou para contar há uns anos. Ele é o melhor, então eu geralmente não nego nada para ele”. Kirkman, que ficou envergonhado com os vários elogios do colega, brincou que nunca deixaria Yeun viver o protagonista Mark caso fosse uma série live-action: “Depois que eu te vi atuando em The Walking Dead, percebi que só a sua voz se salva”, falou aos risos.

Apesar dos atores serem conhecidos por seus papéis na frente das câmeras, todos falaram de uma transição bastante tranquila para o estúdio de dublagem. JK Simmons, por exemplo, que vive o Omni-Man, afirmou que o processo de atuação é muito parecido, em que é preciso criar toda a situação mentalmente, mas com o benefício de que é possível trabalhar sem usar calças, brincou. Já Gillian Jacobs, que interpreta Atom Eve, falou que facilmente a pior parte é ter que fazer os vários ruídos de brigas e cenas de ação, algo que seus colegas concordaram em unanimidade.

Mas como Kirkman conseguiu um elenco tão forte assim? Pelo que falam os atores, o criador soube bem expressar as motivações e o coração de sua história. Zazie Beetz, que vive Amber, conseguiu se identificar bastante com uma personagem que não tem poderes entre os heróis: “Nossos poderes estão nas nossas convicções pessoais, e como as honramos. Os heróis estão dentro de nós, e Amber representa isso”. Já Zachary Quinto, que interpreta Robot, complementou a fala, dizendo: “Narrativas de gênero são tão populares pelas suas alegorias, especialmente HQs de heróis. Quadrinhos do tipo costumam ser sobre empoderamento e, que nem Zazie disse, como o poder vem de dentro.

Invincible segue sem data revelada até o momento, mas Robert Kirkman terminou o painel com outra novidade: revelou ainda mais nomes incríveis para o elenco. O criador listou as adições de Clancy Brown (Damien Darkblood), Djimon Hounsou (Martian Emperor), Ezra Miller (D.A. Sinclair), Jeffrey Donovan (Machine Head), Nicole Byer (Vanessa e Fiona), Jon Hamm (Steve), Jonathan Groff (Rick), Mahershala Ali (Titan). Se o público fica surpreso com tantos talentos, para o criador não é diferente. “Eu fico impressionado toda vez que vejo a lista de elenco da série”, revelou Kirkman.

CCXP Worlds: A Journey of Hope, primeira edição 100% digital do maior evento de cultura pop do mundo, acontece entre os dias 4 e 6 de dezembro de 2020. Os ingressos gratuitos e os pacotes especiais, que dão direito a atrações e brindes exclusivos, estão disponíveis no site www.ccxp.com.br.

Neste sábado (5), a Amazon apresentou as novas séries The Wilds e Invincible, além da quinta temporada de The Expanse, os diretores Anthony e Joe Russo falaram de seus próximos trabalhos depois de Vingadores, e Jessica Chastain trouxe seu novo filme, As Agentes 355. No lado dos quadrinhos, foi o dia de nomes como Garth Ennis e Kelly Sue DeConnick, além de novidades da Turma da Mônica e do evento DC Future State.

Quem perdeu alguma coisa ou quer rever os melhores momentos pode acessar os vídeos on demand, que serão disponibilizados na plataforma em até 24 horas depois da exibição ao vivo e ficam no ar até o dia 13 de dezembro.

Acompanhe a cobertura completa no siteTwitter e Facebook do Omelete.

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.