Elenco de Eduardo e Mônica fala sobre a Legião Urbana na CCXP Worlds

Créditos da imagem: Divulgação

CCXP

Artigo

Elenco de Eduardo e Mônica fala sobre a Legião Urbana na CCXP Worlds

Alice Braga e Gabriel Leone citaram experiência de levar uma música tão importante para as telas

Camila Sousa
05.12.2020
17h33
Atualizada em
05.12.2020
21h31
Atualizada em 05.12.2020 às 21h31

“Quem um dia irá dizer que existe razão nas coisas feitas pelo coração”. A maioria dos brasileiros já ouviu a frase acima, que abre a música “Eduardo e Mônica”, parte do álbum Dois, da Legião Urbana. Como era característico de Renato Russo, a letra conta uma história, dessa vez da empolgada Mônica e do sossegado Eduardo, duas pessoas extremamente diferentes, mas que não conseguem viver separadas. Após o lançamento de Faroeste Caboclo em 2013, o diretor René Sampaio resolveu levar essa história para o cinema com Alice Braga e Gabriel Leone nos papéis principais.

Em entrevista no painel do filme na CCXP Words, os protagonistas falaram sobre suas relações com a Legião Urbana, que são as mesmas de diversos brasileiros. “Tenho uma relação muito linda com a música Eduardo e Mônica, muito afetuosa. Eu era muito nova quando ouvi pela primeira vez e quem me colocou pra ouvir foi o Jorge Furtado, um grande diretor e roteirista. Então já tenho um carinho por causa disso. Sempre acompanhei as músicas da Legião porque sou muito fã do Renato como poeta e escritor”, explica Alice Braga, que dá vida à Mônica.

Já a relação de Leone é ainda mais profunda, já que o gosto pelas músicas da Legião foi transmitido pelos seus pais. “Desde muito novo eu escuto Legião Urbana, sou muito fã. Eu digo que o Renato Russo é um dos meus poetas favoritos, além da banda inteira. Então pra mim foi muito especial poder dar vida a um personagem que saiu da cabeça, da alma do Renato”.

Mas claro que há muitos desafios em levar uma história tão amada para as telas. Eduardo e Mônica fazem parte do imaginário de vários brasileiros e também geram uma identificação única por serem opostos que se atraem. Para Braga, esse é um dos pontos mais importantes trabalhados no filme. “Tentamos muito fazer essa relação ser verdadeira, neste lugar de como um complementa o outro. De como a diferença entre eles é o que os potencializa, e não ser a ruptura entre eles. Acho que atualmente isso é muito importante. O filme vai ser lançado em um momento em que as pessoas estão precisando de um encontro assim”. Para ela, as músicas de Renato Russo são muito humanas e por isso possibilitam adaptações dessa forma. “Uma coisa que eu estou louca que as pessoas vejam, foi a leveza desse personagem, desse amor, dessa união desse casal. Gab e eu percebemos que estávamos fazendo quase o mesmo personagem, porque ela não existe sem ele e ele não existe sem ela. Então ficamos muito conectados para poder fazer esse amor ser verdadeiro”.

Eduardo e Mônica tinha o lançamento previsto para 2020, mas foi adiado, como tantos outros filmes, por conta da pandemia do coronavírus. Durante o painel na CCXP Worlds, o diretor René Sampaio afirma que o longa recebeu diversas propostas para ir para o streaming - algumas quase irrecusáveis - mas que a ideia é realmente guardá-lo para ser lançado na telona. “Primeiro: fizemos o filme pensando em ir para o cinema, então queremos lançar no cinema. Mas principalmente porque é um filme-evento, pra você levar a família, para celebrar em conjunto, para ter uma catarse coletiva e feito para a tela grande. Acho que o filme merece a chance e o público merece a chance de ver o filme na tela grande”, encerra.

A CCXP Worlds: A Journey of Hope, primeira edição 100% digital do maior evento de cultura pop do mundo, acontece entre os dias 4 e 6 de dezembro de 2020. Os ingressos gratuitos e os pacotes especiais, que dão direito a atrações e brindes exclusivos, estão disponíveis no site www.ccxp.com.br.

Neste sábado (5), a Amazon apresenta as novas séries The Wilds e Invincible, além da quinta temporada de The Expanse, os diretores Anthony e Joe Russo falam de seus próximos trabalhos depois de Vingadores, e Jessica Chastain traz seu novo filme, As Agentes 355. No lado dos quadrinhos, é o dia de nomes como Garth Ennis e Kelly Sue DeConnick, além de novidades da Turma da Mônica e do evento DC Future State.

Quem perdeu alguma coisa ou quer rever os melhores momentos pode acessar os vídeos on demand, que serão disponibilizados na plataforma em até 24 horas depois da exibição ao vivo e ficam no ar até o dia 13 de dezembro.

Acompanhe a cobertura completa no site, Twitter e Facebook do Omelete.

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.