CCXP19 | Conheça os quadrinistas confirmados no evento

Créditos da imagem: Divulgação/Marvel;Divulgação/DC Comics;Divulgação/Devir

HQ/Livros

Lista

CCXP19 | Conheça os quadrinistas confirmados no evento

Neal Adams, Frank Miller, Laerte, Joëlle Jones e mais

Gabriel Avila
12.11.2019
19h04

Os anúncios da CCXP 2019 já começaram e a edição deste ano já está repleta de quadrinistas. Os artistas estarão presentes todos os dias no Artists’ Alley e participarão de painéis e outras atividades durante os quatro dias do evento, que acontecerá entre 5 e 8 de dezembro no São Paulo Expo. Você pode garantir o seu ingresso no site oficial da CCXP 2019.

Confira abaixo os quadrinistas que participarão da CCXP 2019:

Charlie Adlard

Divulgação/Image Comics

Vencedor do prêmio Eisner em 2010 na categoria Melhor Série Contínua pela arte de The Walking Dead, Charlie Adlard assumiu os desenhos da HQ na sétima edição e desde então assina sozinho a arte da série, que chegou ao número 190 em abril deste ano. O artista desenhou também quadrinhos do Juiz Dredd, O Corvo Batman: A Maldição de Scarface.

Frank Quitely

Divulgação/DC Comics

Um dos principais artistas surgidos na década de 1990, Frank Quitely é colaborador frequente do roteirista Grant Morrison, com quem trabalhou em HQs icônicas como Novos X-Men, Liga da Justiça: Terra 2Grandes Astros Superman Multiverso, além de quadrinhos autorais como We3 e Os Invisiveis. Quitely desenhou também The Authority, Legado de Júpiter, Batman e Robin eMissionário: Lua de Sangue.

Eduardo Risso

Divulgação/ Vertigo Comics

Conhecido por seu estilo marcado pelo uso de contraste, Eduardo Risso assina a arte de 100 Balas, quadrinho escrito por Brian Azzarello, que venceu quatro prêmios Eisner, o Oscar dos quadrinhos. A obra do quadrinista argentino inclui também Noite de Trevas: Uma história real do Batman, Batman: Cavaleiro da Vingança, Logan, Jonny Double e Moonshine.

Germana Viana

Uma das mais importantes quadrinistas em atividade no Brasil, Germana Viana trabalhava como designer, letrista e agente de artistas brasileiros para o mercado norte-americano quando decidiu produzir as próprias HQs em 2013, graças a um elogio do quadrinista George Pérez (Crise nas Infinitas Terras) a seu portifólio. A partir daí nasceu a webcomic Lizzie Bordello e as Piratas do Espaço, que foi lançada em versão encadernada pela Editora Jambô com histórias extras em 2014. Desde então, a autora trabalhou em títulos como As Empoderadas, webcomic vencedor do prêmio HQMix em 2017, Point of View com Carol Pimentel e Gibi de Menininha, coletânea de histórias que misturam horror e erotismo produzidas por 13 quadrinistas.

Rebeca Prado

Divulgação

Conhecida por suas tirinhas sobre o cotidiano, Rebeca Prado começou a produzir histórias curtas em 2009, dando início à Baleia, fanzine que reúne seus trabalhos. Em 2015, a quadrinista publicou Navio Dragão, coletânea de tiras estreladas pela viking Lif seu cachorro Carne. O quadrinho ganhou elogios da roteirista Gail Simone (Aves de Rapina) e foi lançado através de uma campanha de financiamento coletivo que bateu a meta em mais de 250%.

Ju Loyola

Ju Loyola é uma quadrinista focada em “narrativas mudas, ou seja, história em quadrinho sem uso de texto. Com esse estilo, Juliana foi indicada diversas vezes ao Silent Manga Audition, premiação para mangás que não utilizam diálogos. Histórias como The Witch Who Loved, Maria Lua & Cia: Aventura das Estrelas e The Imagination são voltadas à fantasia, passeando por variados gêneros como horror, romance, mas têm em comum a sutileza de sua narrativa.

Jun Sugiyama e Alexandre Carvalho

Os quadrinistas Jun Sugiyama e Alexandre Carvalho são responsaveis por Romaria, uma HQ lançada de forma independente que ganhou medalha de Bronze no 12º International MANGA Award, prêmio japonês criado com o intuito de celebrar obras que divulguem a cultura do mangá mundo afora. O quadrinho, que foi lançado em 2018, conta a história de Délia, uma garota que parte em uma jornada para trazer água para seu lar, localizado em meio ao sertão que enfrenta a maior seca da história.

André Dahmer

André Dahmer, um dos mais célebres quadrinistas em atividade no Brasil, começou a produzir suas tirinhas de humor ácido para a internet até que, em 2002, recebeu um convite para publicá-las no Jornal do Brasil. Desde então, o artista trabalha na série Malvados, tirinhas que mesclam ilustrações simples com um humor afiado. Vencedor dos prêmios Jabuti e HQMix, André segue divulgando as tiras em seu site. Entre seus trabalhos mais recentes estão Quadrinhos dos Anos 10, A Coragem do Primeiro Pássaro e Vida e Obra de Terêncio Horto.

Robson Rocha

Robson Rocha é um artista exclusivo da DC Comics, trabalhando em diversos títulos da fase Novos 52, como Sinestro, Aves de Rapina e Batman/Superman. O brasileiro trabalhou também no título Lanternas Verdes da fase Renascimento DC e Dias de Horror, a primeira graphic novel da Chiaroscuro Studios. Atualmente, o desenhista trabalha nos quadrinhos do Aquaman com roteiros de Kelly Sue DeConnick, autora conhecida por escrever a fase em que Carol Danvers assumiu o manto de Capitã Marvel nas HQs.

Joëlle Jones

Joëlle Jones é a primeira mulher a desenhar duas edições inteiras seguidas da HQ Batman, o que aconteceu durante a fase Renascimento DC. A quadrinista ganhou notoriedade em 2015 com a publicação de Lady Killer, quadrinho publicado pela Dark Horse Comics que desenhou e roteirizou ao lado de Jamie S. Rich. Desde então, a artista trabalhou em projetos para a Marvel em títulos como Feiticeira Escarlate, Ms. Marvel e Mulher-Aranha em uma história ligada a saga Aranhaverso. Em 2016, a DC Comics anunciou um contrato de exclusividade com Jones, que além de desenhar a revista do Homem-Morcego atualmente escreve e desenha a HQ da Mulher-Gato.

Neal Adams

Divulgação/Marvel Comics;Divulgação/Neal Adams;Divulgação/DC Comics

Neal Adams é um dos grandes nomes das HQs que ficou conhecido por revolucionar o estilo do Batman nos anos 1970, tornando o Cavaleiro das Trevas mais atlético e dinâmico em histórias urbanas, dramáticas e realistas. Co-criador de Ra’s Al Ghul, Adams é conhecido por sua parceria com o roteirista Denny O’ Neil em histórias que desafiaram o código de censura dos quadrinhos, como “As Cinco Vinganças do Coringa” e “Nas Veias”, que abordou os perigos do consumo de drogas ao mostrar Ricardito, o ajudante do Arqueiro Verde, como um viciado em heroína. Entre seus trabalhos mais notáveis estão A Guerra Kree-Skrull, Superman vs Muhammad Ali, X-Men e Desafiador. Atualmente, Adams trabalha em Batman vs. Ras Al Ghul, HQ que completa a saga Batman Odyssey.

Frank Miller

Divulgação/DC Comics

Frank Miller é um dos mais importantes quadrinistas em atividade. Grande atração das edições de 2015 e 2016, Miller é conhecido por ser um dos responsáveis pela modernização das HQs graças a seu trabalho em títulos como DemolidorWolverine300Sin City e especialmente o Batman, herói que completa 80 anos e terá uma programação especial no evento. Miller é responsável por revigorar o Batman durante a década de 1980, recontando sua origem com uma abordagem moderna e mais próxima do mundo real na HQ Batman: Ano Um, desenhada por David Mazzucchelli. O quadrinista também ofereceu um olhar sobre um futuro sombrio em que o herói é forçado a voltar à ação décadas após se aposentar como vigilante na icônica Batman: O Cavaleiro das Trevas - que inspira a credencial que dá à quinta-feira da CCXP19.

Mike Deodato Jr.

Mike Deodato Jr. já fez parte das duas principais editoras do mercado mundial, Marvel e DC, tendo despontado no mercado americano nos anos 1990, quando virou desenhista regular da HQ da Mulher-Maravilha. Ele começou a colaborar com a Marvel logo depois, em HQs de Elektra e Thor, e suas passagens por Hulk e Thunderbolts nos anos 2000 estão entre seus trabalhos mais conhecidos. Com o roteirista Brian Michael Bendis, ajudou a criar os Vingadores Sombrios e os Vingadores Secretos - cujo Capitão América serviu de base para o visual do herói no filme Capitão América - O Soldado Invernal. Em seu trabalho mais recente, Deodato assina, junto com Jeff Lemire, a HQ Berserker Unbound.

Laerte

Divulgação/Devir;Divulgação/Sofia Colucci;Divulgação/Todavia

Laerte Countinho é uma das mais icônicas quadrinistas no Brasil. Autora de Piratas do Tietê, Hugo e Lola, a Andorinha, a artista começou sua carreira no início dos anos 1970, em revistas como Sibila, Balão e Placar antes de chegar aos jornais Gazeta Mercantil e Folha de São Paulo. Já na década de 1980, Laerte passou a produzir para a Chiclete com Banana, título conhecido por reunir grandes talentos dos quadrinhos nacionais em histórias inéditas. Na publicação nasceu Los Três Amigos, personagens baseados em na própria Laerte, Glauco e Angeli, seu parceiro de longa data com quem se reuniu em 2017 para o lançamento da revista Baiacu.

Rafael Coutinho

Divulgação/Editora Cachalote;Divulgação/Quadrinhos na Cia.

Formado em artes plásticas em 2004, Rafael Coutinho é um dos grandes nomes dos quadrinhos nacionais na última década. Participante das antologias Bang Bang e Irmãos Grimm em Quadrinhos, Coutinho lançou em 2010 Cachalote, graphic novel produzida em parceria com o roteirista Daniel Galera. No ano seguinte, o artista publicou através do portal IG a minissérie Beijo Adolescente, que acompanha uma gangue que desenvolve superpoderes após darem o primeiro beijo. Seus trabalhos mais recentes são a HQ Mensur e Modo Avião, publicação que reúne artes, poesia e prosa. Em 2014, Rafael foi curador da “Ocupação Laerte”, exposição que homenageou seu pai.

Mikel Janín

Mikel Janín largou a carreira na arquitetura para se dedicar aos quadrinhos, e ganhou destaque ao assinar um contrato de exclusividade com a DC Comics em 2011. Desde então, participou como desenhista e capista para títulos como Grayson, Batman Eterno, Liga da Justiça Sombria e Superman: Fim dos Dias. Atualmente, o artista espanhol é um dos mais recorrentes colaboradores do roteirista Tom King a frente da revista do Batman, sendo responsável pela arte de arcos como Eu Sou Suicida , Guerra das Piadas e Charadas e até mesmo o casamento do herói com a Mulher-Gato.

Mike McKone

Mike McKone começou a desenhar para a DC Comics no fim da década de 1980, contribuindo frequentemente para os títulos da Liga da Justiça cômica de J.M. DeMatteis e Keith Giffen. De lá para cá, o artista britânico passou por praticamente todos os títulos tanto da Marvel quanto da DC, com destaque para suas passagens pela revista dos Jovens Titãs e do Homem-Aranha. Atualmente, McKone desenha HQs de Star Wars publicadas pela Casa das Ideias.

 

Gerardo Zaffino

Gerardo Zaffino começou sua carreira fazendo capas para a editora IDW em 2009, chamando a atenção de outras editoras, como Image, Marvel, e DC Comics. Desde então, o artista foi capista de títulos como Conan, o Bárbaro, Motoqueiro Fantasma Cósmico, Suicidas e Imortal Hullk.

David Roman

David Roman começou sua carreira como pintor de murais e afrescos na Europa, passando a se dedicar a fazer capas para quadrinhos autorais como Xtreme Champion Tournament e Babyteeth. Atualmente, Roman desenha capas para a HQ de Rick and Morty e Star Wars, além dos cardgames de Steve Universe e The Walking Dead.

Rafael Grampá

Vencedor do Eisner Awards, o Oscar dos Quadrinhos, na categoria Melhor Antologia por sua história em 5, Rafael Grampá é um dos grandes quadrinistas brasileiros em atividade. Com participação em títulos como Hellblazer e Batman Preto e Branco, Grampá estará pela primeira vez no Artist’s Alley da CCXP19. Além de celebrar o relançamento de Mesmo Delivery, sua primeira graphic novel solo, o artista estará no evento em um painel especial sobre os 80 anos do Batman ao lado de Frank Miller, com quem vai colaborar na HQ The Dark Knight Returns: The Golden Child.

Stout Club

A powerhouse Stout Club reúne Eduardo Medeiros, Mateus Santolouco, Rafael Albuquerque e Rafael Scavone, artistas brasileiros celebrados tanto por sua produção autoral quanto pelo trabalho em grandes títulos. Vencedor dos prêmios Eisner, Harvey e InkPot, Rafael Albuquerque é conhecido por seu trabalho em quadrinhos como Batman, Vampiro Americano e Huck, além de A Study in Emerald, uma graphic novel baseada no conto de Neil Gaiman roteirizada por Scavone, que escreve HQs como Grandes Astros Batman e Hit-Girl. Roteirista e artista, Medeiros é conhecido por sua produção autoral em HQs como Open Bar e Sopa de Salsicha. Por fim, Santolouco atualmente trabalha para a IDW em títulos relacionados às Tartarugas Ninjas.