Séries e TV

Notícia

Fórum de Discussão | Saint Seiya: Soul of Gold S01E11 Ressurreição! Loki, O Deus Maligno de Asgard

Episódio equilibrado e com bom ritmo coloca a série de volta nos eixos

Bruno Silva
28.08.2015
14h48
Atualizada em
29.06.2018
02h34
Atualizada em 29.06.2018 às 02h34


Este é o espaço do Omelete para que vocês possam discutir os acontecimentos quinzenais de Saint Seiya: Soul of GoldDeixe abaixo seus comentários e teorias sobre "Ressurreição! Loki, O Deus Maligno de Asgard", o décimo primeiro episódio da primeira temporada da série, e confira o que nós achamos do capítulo desta semana - caso esteja atrasado com a série, confira os fóruns dos episódios anteriores clicando aqui.

None

Até aqui, Soul of Gold têm sido uma série de extremos: ou os episódios são muito bons ou são muito ruins. Por isso, o capítulo de hoje foi surpreendente por ter um raro equilíbrio. Ao contrário de tantos outros episódios corridos, o roteiro teve um ritmo excelente, crescendo gradualmente até chegar em um ótimo desfecho, e as diversas reviravoltas foram bem explicadas, bem posicionadas e, de quebra, tivemos um momento histórico em toda a saga de Cavaleiros: pela primeira vez, Aiolia e seu irmão Aiolos lutaram lado a lado.

Para explicar o sumiço do cavaleiro de Sagitário por tanto tempo, tivemos flashbacks pontuais e importantes. Aiolos foi salvo e tratado por servos de Hilda, que explicou toda a trama e as reais intenções de Loki: o deus maligno teve todo o trabalho de reviver os 12 cavaleiros de ouro e usá-los de semente para a árvore: ela guarda a lança Gungnir, uma arma com a qual ele pode derrotar o pai Odin e tomar o controle de Asgard. Ligar Aiolos com Hilda foi uma medida esperta, pois, ambos têm conhecimento e uma posição que os tornaram perfeitos para fazer todas essas revelações sem firulas.

Ainda falando de Loki, o episódio conseguiu até consertar os vários erros do capítulo de duas semanas atrás, afirmando que, de fato, Andreas foi morto pela Exclamação de Atena, mas a alma do deus maligno já estava guardada em sua armadura divina e em Yggdrasil. O Loki de Soul of Gold, por enquanto, é bem diferente de sua contraparte mitológica, que abusa de trapaças e ilusões, e se comporta mais como um vilão padrão de Cavaleiros, quase um Hades de Asgard - seu visual e sua armadura, inclusive, são até um pouco parecidas com a do senhor do mundo dos mortos.

Por fim, a grande revelação de que Lyfia é a reencarnação de Odin, foi surpreendente, ainda mais considerando que a personagem parecia ter sido descartada há alguns episódios. Por mais um flashback, Frodi explicou isso e ainda contou que Utgardar era um dos poucos a saber da verdade, e se manteve escondido para proteger a armadura de Odin de Loki, sacramentando de vez o quão este personagem foi mal explorado, apesar de ter potencial - por quê não contaram isso durante os episódios, em vez de um flashback quase no fim da série?

Fiquei satisfeito ao ver que o episódio de hoje colocou a série novamente nos rumos, tão perto da reta final, e estou ansioso para ver Aiolia e sua armadura de Odin dourada enfrentarem Loki daqui a duas semanas.

Até 11 de setembro, você pode ver o décimo primeiro episódio de Soul of Gold gratuitamente, com legendas em português, no serviço de streaming Daisuki (cliique aqui para assistir), ou todos os episódios pelo serviço de streaming Crunchyroll, por meio de assinatura (clique aqui para acessar o site).