Filmes

Notícia

Blade Runner | Futuro do filme original se passa em novembro de 2019

Longa de Ridley Scott foi lançado em 1982

Nicolaos Garófalo
01.11.2019
20h27

Carros voadores, anúncios holográficos, colônias humanas fora da Terra e, obviamente, servos robôs extremamente capazes de se misturar à multidão. Era assim que Blade Runner, dirigido por Ridley Scott e lançado em 1982, imaginava que seria o futuro em novembro de 2019. O filme, considerado uma obra prima da ficção científica por seus efeitos visuais e pelas questões filosóficas e morais feitas por seu roteiro, se passa em uma Los Angeles megapopulosa, em uma Terra em que o rápido avanço industrial capitalista levou a altos níveis de poluição que, aos poucos, passaram a deteriorar a qualidade de vida no planeta – relembre o com o trailer acima.

O futuro esperado na história fica ainda mais distante quando se leva em consideração Androides Sonham com Ovelhas Elétricas?, livro de Philip K. Dick que inspirou o longa de 1982. Lançado originalmente em 1968, a obra mostrava a vida do caçador de recompensas Rick Deckard em São Francisco no ano de 1992. Edições mais recentes do livro, porém, mudaram a data para o “distante” ano de 2021.

Além de Blade Runner, o filme O Sobrevivente e o clássico anime Akira também se passam em 2019 e foram lembrados por fãs no começo do ano.

Considerado um fracasso na época do lançamento apesar das boas críticas, Blade Runner arrecadou apenas US$ 41 milhões de dólares no mundo para um orçamento de US$ 30 milhões. A sequência Blade Runner 2049, lançada em 2017 com orçamento de US$ 160 milhões, teve desempenho semelhante, tendo boa recepção da crítica, mas conseguindo “apenas” US$ 260 milhões nas bilheterias mundiais.