Filmes

Lista

Os sete melhores filmes de Arnold Schwarzenegger

Ator que redefiniu visualmente o cinema de ação americano completa 70 anos

Marcelo Hessel
30.07.2017
17h35
Atualizada em
24.03.2020
16h23
Atualizada em 24.03.2020 às 16h23

Neste dia 30 de julho, o ator Arnold Schwarzenegger completa 70 anos. Muito antes de se tornar governador da Califórnia, o ex-fisiculturista austríaco ajudou a redefinir nos anos 1980 como percebemos os filmes de ação americanos. Schwarzenegger pode não ter o charme de Steve McQueen ou Burt Reynolds, mas sua presença de cena e seu carisma ajudaram a tornar os astros musculosos as figuras dominantes em Hollywood. Na galeria abaixo, listamos os seus sete melhores trabalhos:

True Lies (1994)

A parceria entre Arnold Schwarzenegger e James Cameron ao longo dos anos foi uma das mais frutíferas de Hollywood. O ator austríaco sempre foi o canal perfeito para a canastrice dos diálogos de Cameron, como fica evidente em True Lies, o auge da colaboração entre os dois. Filme subestimado na obra do cineasta, o longa de espionagem é a síntese perfeita das ideias que Cameron sempre nutriu de fabulação e espetáculo, no limite entre o verossímil e o absurdo.

Conan - O Bárbaro (1982)

O épico de John Milius não só apresentou Schwarzenegger ao grande público como fez justiça ao material original das histórias do cimério criado por Robert E. Howard. Numa década em que Hollywood produziu épicos de fantasia como nunca, Conan - O Bárbaro se destacou e até hoje, na revisão, equilibra bem os lados kitsch e juvenil da atitude macho. 

O Exterminador do Futuro (1984)

A ficção científica de baixo orçamento que lançou a carreira de James Cameron não seria a mesma sem a presença de Schwarzenegger, cujo rosto de pedra sem expressão se tornou imediatamente indissociável do conceito do robô Exterminador.

O Predador

Entre 1985 e 1987, Schwarzenegger se estabeleceu como a figura mais icônica de uma geração de heróis de ação chamada pejorativamente como brucutus, ao lado de Sylvester Stallone e Chuck Norris. O austríaco teve o privilégio, então, de trabalhar com os melhores diretores do gênero em atividade na época, como John McTiernan. O Predador de McTiernan é o filme central na leva de longas sobre comandos na selva que vieram na ressaca da releitura hollywoodiana da Guerra do Vietnã. 

O Exterminador do Futuro 2 (1991)

Sete anos depois do primeiro O Exterminador do Futuro, Schwarzenegger não apenas estava no auge da forma física e da popularidade como já havia protagonizado um par de comédias, como Irmãos Gêmeos e Um Tira no Jardim da Infância. T2 não se furta a aproveitar essa faceta cômica e a utiliza para usar o Exterminador como alívio cômico - o que tornou mais próxima a relação do robô com John Connor. Dos bordões à cara sem expressão meio Buster Keaton, este é o filme que ajudou a definir a persona que Schwarzenegger adotaria no cinema a partir de então.

O Vingador do Futuro (1990)

Poucos cineastas conseguiram enxergar como Paul Verhoeven o potencial que Schwarzenegger tinha para a elasticidade facial. Douglas Quaid é um dos maiores heróis de ação do cinema americano das últimas três décadas porque podemos enxergar em todo O Vingador do Futuro como a ação do filme repercute fisicalmente no rosto e no corpo do seu ator. Aqui, Schwarzenegger traduz visualmente todo espírito de galhofa de Verhoeven ao mesmo tempo em que faz algumas das poses mais triunfais de sua carreira.  

O Último Grande Herói (1993)

Embora seja cheio de ideias e repleto de fan services, O Último Grande Herói não é o melhor filme de John McTiernan, mas se tivesse que se aposentar depois do longa de 1993, Schwarzenegger sairia por cima. O que vemos em O Último Grande Herói é não apenas a coroação de Schwarzenegger como uma presença mas principalmente como um rosto da empatia perfeita, amistosa, icônica, sem hostilidade. Se John Wayne já foi antes o grande herói americano em quem todos podiam confiar, embora guardasse para si seus segredos melancolicamente, Schwarzenegger herdou o papel. Hoje só The Rock se aproxima disso.

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.