Fernando Meirelles em evento de Dois Papas, em 2019 (Rich Polk / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / Getty Images via AFP)

Créditos da imagem: Fernando Meirelles em evento de Dois Papas, em 2019 (Rich Polk / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / Getty Images via AFP)

Séries e TV

Entrevista

“Em Hollywood, é mais difícil inovar”, diz Fernando Meirelles

Diretor considera Sugar seu primeiro projeto dentro do sistema hollywoodiano

Omelete
2 min de leitura
03.04.2024, às 06H00.
Atualizada em 05.04.2024, ÀS 08H57

Embora faça filmes falados em inglês há quase 20 anos (o primeiro foi O Jardineiro Fiel, de 2005), Fernando Meirelles considera a série Sugar, do Apple TV+, seu primeiro projeto “verdadeiramente hollywoodiano” — e, em entrevista ao Omelete, o cineasta confessou que foi um choque se deparar com a estrutura envolvida na produção.

É a primeira vez que eu faço algo só para os americanos. Todos os outros projetos internacionais que eu fiz eram coproduções entre vários países, e muitos deles baseados em Londres”, contou. “Mas dessa vez foi Hollywood mesmo, Hollywood na veia! Caminhões no set, negociações com sindicatos, um esquema gigante. Às vezes dava até medo, eu chegava com o meu carrinho no set e via aquela multidão, parecia um estádio... pensava: 'Caramba, e eu dirigindo esse negocinho aqui'”.

Toda essa estrutura tem seu lado bom e seu lado ruim, de acordo com Meirelles. No Brasil, sinto que tenho mais liberdade para propor coisas… até porque, em geral, eu costumo produzir os meus próprios projetos nacionais. Mesmo que a plataforma ou o cliente peça alguma coisa, eu dou uma carteirada aqui e ali e pronto, faço do meu jeito”, brincou.

Em Hollywood, por outro lado, eu fico mais limitado a um técnico em direção, sabe? Eu fazia parte de uma engrenagem, e se quisesse mudar algo muito grande era todo um processo”, continuou. “Tinha que falar com o produtor, que falava com o produtor executivo, que tentava falar com o representante da Apple, que tentava falar com o chefe da Apple... tudo é muito difícil. Então, sabendo que eu era só uma parte da engrenagem, me concentrei em fazer a minha parte bem”.

O cineasta, no entanto, disse que teve sorte ao encontrar no astro Colin Farrell e na produtora Audrey Chon dois grandes parceiros criativos. Nós meio que demos as mãos e bancamos algumas escolhas criativas, como a inserção de cenas clássicas do noir no meio dos episódios. Isso não estava no roteiro, mas a gente fazia e mandava para a Apple. Por sorte, eles retornavam dizendo: ‘Tá bacana, continua!’ Mas isso não é usual, viu? Em Hollywood, é sempre um circo para fazer qualquer coisa.

Sugar estreia em 5 de abril no Apple TV+, com os dois primeiros episódios da temporada. Os capítulos seguintes serão lançados semanalmente, sempre às sextas-feiras.

Omelete no Youtube

Confira os destaques desta última semana

Omelete no Youtube

Confira os destaques desta última semana

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a nossa Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados e cookies para as finalidades ali constantes.