Mangá de Hunter x Hunter bate o próprio recorde de hiatos

Créditos da imagem: Reprodução/Shueisha

HQ/Livros

Notícia

Mangá de Hunter x Hunter bate o próprio recorde de hiatos

Fãs terão que esperar um pouco mais para ler o final do arco do Continente Sombrio

Fábio Garcia
06.08.2020
14h45
Atualizada em
06.08.2020
15h12
Atualizada em 06.08.2020 às 15h12

O mangá Hunter x Hunter, de Yoshihiro Togashi, é conhecido pelos fãs não só por sua história interessante e personagens únicos, mas também por conta dos constantes hiatos que a obra sofre em sua publicação. E com o anúncio das séries que terão capítulo publicado na próxima edição da revista Shonen Jump, já se pode cravar que Hunter x Hunter bateu seu próprio recorde de ausências.

Hunter x Hunter está sem capítulos inéditos desde o final de 2018, totalizando 81 semanas fora das páginas da Shonen Jump. Até então o maior período sem a presença do mangá do Togashi havia sido de 80 semanas entre 2014 e 2016.

Reprodução/JBC

Muito se fala na internet sobre o motivo de Hunter x Hunter não ter uma publicação tão frequente quanto outros mangás da Shonen Jump. As pessoas normalmente atribuem o motivo à suposta preguiça do autor e de seu interesse pelo jogo Dragon Quest, mas na verdade a razão é outra.

Yoshihiro Togashi sofre de problemas na coluna, intensificados no período no qual trabalhou pesado em seu sucesso anterior, Yu Yu Hakusho. No entanto, a relação dele com a editora mudou no final dos anos 90, quando a Shonen Jump precisava de um novo sucesso para ocupar o vácuo deixado pelos términos de Dragon Ball e Slam Dunk. Por conhecer as habilidades de Togashi, eles pediram ao autor para produzir um novo mangá.

Togashi aceitou criar a história, desde que pudesse fazer no seu ritmo, com a possibilidade se ausentar quantas vezes quisesse. E assim nasceu Hunter x Hunter, o único mangá da Shonen Jump atual a ter liberdade de sair quando o mangaká quiser.

Hunter x Hunter tem (até o momento) 36 volumes encadernados, e todos foram lançados no Brasil pela editora JBC (em versão física e digital). A segunda versão da série animada, feita em 2011 pelo estúdio Mad House e cobrindo os primeiros 34 volumes, está disponível no Brasil pela Crunchyroll.