Filmes

Notícia

007 - Skyfall | Daniel Craig diz que greve ferrou o filme anterior e que teve que escrever cenas pessoalmente

Participação do ator nos filmes vai muito além das cenas de ação...

Natália Bridi
07.12.2011, às 18H01
ATUALIZADA EM 29.06.2018, ÀS 02H23
ATUALIZADA EM 29.06.2018, ÀS 02H23

Daniel Craig falou à Time Out London sobre as dificuldades passadas durante a produção de Quantum of Solace, seu segundo filme como James Bond, e sobre seu envolvimento na contratação de Sam Mendes para a direção de Skyfall - 23º filme da franquia, atualmente em produção.

Daniel Craig

None
Daniel Craig

O ator conta que a sequência de Cassino Royale foi prejudicada pela greve dos roteiristas em 2007, o que o obrigou a escrever cenas ao lado do diretor Marc Foster: "Em Quantum os Solace nós nos ferramos. Tínhamos apenas a estrutura do roteiro e daí veio a greve dos roteiristas e não havia nada que pudesse ser feito. Não podíamos contratar um roteirista para terminar. Então lá estava eu escrevendo as cenas - e roteirista eu não sou". Craig explica ainda que, originalmente, Quantum of Solace não deveria ter muita ligação com a trama de Cassino Royale. "Eu e o diretor éramos os únicos que tinham permissão para fazer. As regras eram que você não podia contratar ninguém como roteirista, mas o ator e o diretor podiam trabalhar nas cenas juntos. Estávamos cheios. Conseguimos fazer, mas foi por pouco. Não deveria ter a cara de continuação que teve, mas acabou sendo assim, começando onde o primeiro havia terminado".

Assim como aconteceu em Quantum of Solace, o envolvimento de Craig na produção de Skyfall vai muito além das cenas de ação do 007. O ator diz ter sido responsável pela contratação de Mendes para a direção do filme, influenciado por sua sintonia com o diretor. "Ele é inglês, foi educado em Cambridge, é esperto. Viveu com Bond toda a sua vida, cresceu com Bond como eu cresci. Crescemos na mesma época e eu disse para ele, 'Precisamos fazer isso juntos, temos exatamente as mesmas referências, gostamos dos mesmos filmes de James Bond e gostamos das mesmas partes nos mesmos filmes de James Bond'. Nós sentamos e simplesmente falamos por horas sobre Viva e Deixe Morrer, Moscou contra 007, e falamos sobre as cenas que conhecíamos dos filmes. Foi assim que começamos a conversar sobre [Skyfall]. Era isso que queríamos inserir no roteiro. Ele tem trabalhado muito para juntar todas as peças para que tudo faça sentido, dentro do universo de 007".

Segundo Craig, a entrada de Mendes trouxe sofisticação à franquia: "Sam entrou no projeto e aí conseguimos Roger Deakins [diretor de fotografia que trabalhou com Mendes em Foi Apenas um Sonho], diabos, veja quem está filmando. As coisas estão difíceis e temos a oportunidade de contratar pessoas brilhantes. Ganhando ou perdendo, estamos fazendo o melhor que podemos pois colocamos as pessoas certas nos trabalho", afirmou, corroborando sua recente declaração de que espera que este seja o melhor filme de James Bond.

O novo 007 estreia na Europa em 26 de outubro e em 9 de novembro de 2012 nos EUA.

Conteúdo Patrocinado

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados e cookies para as finalidades ali constantes.