Divulgação

Reserva Imovision: 20 filmes imperdíveis

Por Caio Coletti

Desde 2021, o Reserva Imovision tem se destacado como plataforma importante para quem curte filmes cult — selecionados para grandes festivais, premiados no Oscar, dirigidos por ícones do cinema. Se essa parece sua praia, atenção: o Omelete garimpou o Reserva e selecionou 20 filmes imperdíveis.

Divulgação

dente canino

Uma das adições recentes do catálogo, este é o filme que lançou Yorgos Lanthimos ao estrelato. Antes de Pobres Criaturas chegar aos cinemas, vale revisitar a história bizarra de uma família que mantém os filhos ignorantes do mundo moderno.

Divulgação

tatuagem

Um dos melhores filmes brasileiros de sua época, o longa de 2013 lançou a carreira de Jesuíta Barbosa quando o colocou para interpretar um jovem soldado que se envolve com um ator subversivo (Irandhir Santos) em meio à Ditadura Militar.

Divulgação

o filho de saul

Vencedor do Oscar de Melhor Filme Internacional em 2016, este drama húngaro sobre um prisioneiro do campo de concentração de Auschwitz que é forçado a trabalhar para seus captores é um dos filmes de 2ª Guerra mais brutais e brilhantes já feitos.

Divulgação

como nossos pais

Retrato de uma família em crise pelas mãos habilidosas da diretora Laís Bodanzky, este pungente drama estrelado por Maria Ribeiro merece ser muito mais visto do que foi na época de seu lançamento.

Divulgação

benedetta

Este é dos títulos mais explosivos do catálogo do Reserva. Sempre provocador, o cineasta Paul Verhoeven fala de uma freira interpretada por Virginie Efira que começa a ter visões eróticas perturbadoras.

Divulgação

as boas maneiras

De volta ao Brasil, temos a fábula de lobisomem ousada dos diretores Marco Dutra e Juliana Rojas, que passeia por vários gêneros com habilidade e tem as ótimas Isabel Zuaa e Marjorie Estiano à frente do elenco.

Divulgação

a professora de piano

Um dos clássicos provocativos do diretor austríaco Michael Haneke  traz, talvez, a maior atuação da carreira de Isabelle Huppert, que aqui interpreta uma professora que revela tendências masoquistas ao se envolver com um aluno.

Divulgação

violência gratuita

Alguns anos antes, o venerável autor-diretor austríaco já havia chocado o mundo com este thriller brincalhão sobre invasão domiciliar. Um conselho: prefira este original ao remake americano, de 2007.

Divulgação

medianeras

Um dos melhores estudos da solidão essencial da vida no capitalismo contemporâneo, este ótimo drama argentino acompanha vizinhos de apartamento enquanto eles se cruzam (mas não se cruzam) em vários incidentes pela cidade.

Divulgação

incêndios

Ansioso para a parte 2 de Duna? Vale a pena conhecer o filme canadense que projetou o nome de Denis Villeneuve, acompanhando irmãos gêmeos que viajam ao seu país de origem destrinchar a história da mãe — tudo em meio a uma guerra civil violenta.

Divulgação

cinema, aspirinas e urubus

Filme nordestino quintessencial do cineasta Marcelo Gomes, Cinemas, Aspirinas e Urubus acompanha um imigrante alemão que vende o remédio do título em pequenos vilarejos da região nos anos 1940, pouco antes do começo da 2ª Guerra.

Divulgação

assunto de família

O mestre japonês Kore-eda Hirokazu entregou seu drama mais eficiente — e foi indicado ao Oscar — com essa história sobre uma família de baixa renda que comete pequenos furtos para conseguir sobreviver.

Divulgação

meu amigo hindu

Último filme completado por Hector Babenco, Meu Amigo Hindu tem Willem Dafoe como um diretor de cinema sofrendo de câncer terminal, que encontra em um garoto indiano sua mais inesperada companhia no leito de morte.

Divulgação

varda por agnès

Um dos indefectíveis documentários autobiográficos da grande diretora francesa — e também seu último filme —, Varda por Agnès é uma valiosa e sensível janela para o processo criativo nada convencional de uma das artistas mais importantes do século XX.

Divulgação

deixe a luz do sol entrar

Um dos filmes mais acessíveis da carreira versátil e fascinante de Claire Denis, e estrelado por sua musa-maior Juliette Binoche, Deixe a Luz do Sol Entrar acompanha uma escritora divorciada de meia idade à procura do amor.

Divulgação

o império dos sentidos

Lançado em 1976 e matéria de polêmica em cima de polêmica desde então, o clássico erótico de Nagisa Oshima acompanha o caso de amor letal entre uma gueixa e um dono de hotel no Japão dos anos 1930.

a assassina

O grande Hou Hsiao-hsien se aposentou poucos anos após fazer este épico wuxia sobre uma jovem treinada em artes marciais desde pequena por um clã de freiras, que é enviada para matar um poderoso líder político que tem conexões com seu passado.

Divulgação

laurence anyways

Com quase 3h de duração, Laurence Anyways é considerado por muitos a obra-prima de Xavier Dolan. O filme acompanha 10 anos da relação romântica entre uma mulher transgênero e o amor de sua vida.

Divulgação

a separação

Vencedor do Oscar de Melhor Filme Internacional em 2012, este poderoso drama sobre a separação de um casal no Irã também levou Asghar Farhadi a uma indicação de Melhor Roteiro Original na premiação.

Divulgação

igualdade
liberdade
fraternidade

Dirigidos por Krzysztof Kieślowski, os filmes da trilogia representam as cores da bandeira francesa e trazem estrelas do país, como Juliette Binoche e Julie Delpy, no elenco. A oportunidade de ver os três longas no mesmo lugar é inestimável.

Divulgação

saiba mais sobre filmes no omelete!

Divulgação