Divulgação

Os melhores (ou piores) vilões de Hugh Grant

Por caio coletti

Antes conhecido como galã de comédias românticas, Hugh Grant cansou de interpretar mocinhos - nos últimos anos, o britâncio tem se destacado em vários filmes e séries em papéis antagonistas e/ou excêntricos. E a gente está amando essa fase!

Divulgação

Para celebrar este "novo Hugh Grant", que deve chegar ao auge com o terror Herege, da A24, separamos os nossos vilões favoritos interpretados por ele.
Confira o trailer de herege!

Divulgação

a viagem (2012)

As irmãs Wachowski estiveram entre as primeiras a identificar esse lado vilanesco de Grant, escalando-o como o líder canibal (!) de uma tribo futurista neste épico sci-fi em que todos os atores interpretavam múltiplos personagens.

Divulgação

paddington 2 (2017)

Como um ator vaidoso que morre de inveja do ursinho do título, Grant roubou cenas e virou um daqueles vilões que amamos odiar nessa sequência celebradíssima (merecidamente!) da franquia infantil britância.

Divulgação

a very english scandal (2018)

Nesta ótima minissérie britânica, Grant interpretou um vilão histórico: o político Jeremy Thorpe, que escondia a homossexualidade - e, para isso, fazia da vida do seu ex-amante Norman (Ben Whishaw) um inferno.

Divulgação

the undoing (2020)

Talvez seja um pouco de spoiler - mas, nessa minissérie da HBO, Grant interpreta o marido adúltero e potencialmente assassino de Nicole Kidman. O desenrolar da trama surpreende, mas justamente por não ter surpresa nenhuma.

Divulgação

esquema de risco: operação fortune (2023)

Guy Ritchie escalou Grant como o traficante de armas mais estereotípico possível - ou seja: grosseiro, ganacioso, cínico, preconceituoso, nojento, egocêntrico. O resultado, felizmente ou não, é também compulsivamente assistível.

Divulgação

dungeons & Dragons: honra entre rebeldes (2023)

Tendo em vista a filmografia recente de Grant, a sua escalação como o rogue de Dungeons & Dragons: Honra Entre Rebeldes foi inspirada. Charmoso, mas traiçoeiro e meio patético, ele é um dos melhores elementos do filme.

Divulgação

wonka (2023)

O Oompa Loompa de Grant não é exatamente um vilão, mas existe dentro da trama do filme basicamente para encher o saco de Willy Wonka (Timothée Chalamet) - embora acabe se juntando a ele no final. Grant, portanto, é perfeito para o papel.

Divulgação

saiba tudo sobre cultura pop aqui!

Divulgação