The Walking Dead pede que fãs homofóbicos parem de seguir a série

Séries e TV

Notícia

The Walking Dead pede que fãs homofóbicos parem de seguir a série

AMC se pronuncia contra discriminação no Twitter

A cozinha
27.01.2021
10h27
Atualizada em
27.01.2021
11h00
Atualizada em 27.01.2021 às 11h00

A conta oficial da franquia The Walking Dead no Twitter fez uma declaração contra homofobia esta semana, pedindo que fãs discriminatórios deixem de seguir a saga. O tweet diz:

"Oi, olá. Se personagens LGBTQ+ na televisão (ou em qualquer lugar) te faz desconfortável ou bravo, por favor pare de nos seguir. Enquanto nós encorajamos você a olhar para dentro e se tornar mais receptivo, sabemos que não há lugar em nosso fandom para discriminação odiosa ou ignorância intencional. Obrigado"

Após a declaração, o ator Jelani Alladin de The Walking Dead: World Beyond agradeceu o posicionamento da produção. Na série derivada, Alladin interpreta Will, par romântico de Felix. 

The Walking Dead retorna em 28 de fevereiro com seis episódios: "Home Sweet Home", "Find Me", "One More", "Splinter", "Diverged" e "Here's Negan".

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.