Palpatine no pôster de Star Wars A Ascensão Skywalker/Lucasfilm/Divulgação

Créditos da imagem: Lucasfilm/Divulgação

Filmes

Notícia

Star Wars: A Ascensão Skywalker | Diretor diz que volta de vilão era necessária

Para JJ Abrams, retorno de Palpatine foi sinalizado nos outros capítulos da trilogia

Nicolaos Garófalo
30.09.2019
22h34
Atualizada em
01.10.2019
11h32
Atualizada em 01.10.2019 às 11h32

O diretor JJ Abrams afirmou, em entrevista à revista Empire (via HeroicHollywood), que entende a apreensão de alguns fãs com o retorno do Imperador Palpatine (Ian McDiarmid) em Star Wars: A Ascensão Skywalker, mas disse que a volta do vilão fará sentido.

De acordo com o cineasta, a reaparição do personagem é natural, já que o Episódio IX encerra uma longa história da qual o Imperador foi o grande antagonista por por seis filmes. “Nunca li livros em que os últimos capítulos são completamente desligados dos que vieram antes”, disse Abrams.

O diretor ainda disse que tudo o que será mostrado em A Ascensão Skywalker foi devidamente preparado nos oito capítulos anteriores da franquia.

Mark Hamill foi confirmado no elenco do filme, apesar dos acontecimentos com Luke Skywalker em Os Últimos Jedi. Em um post recente nas redes sociais, o ator indicou que o personagem pode voltar como um Fantasma da Força. Carrie Fisher também estará na produção com cenas feitas originalmente para o Episódio VII. A atriz morreu em dezembro de 2016. Outra novidade dos filmes clássicos é o retorno de Billy Dee Williams como Lando Calrissian.

Ainda não há detalhes sobre a história, descrita apenas como: "os sobreviventes da Resistência encaram a Primeira Ordem mais uma vez no capítulo final da saga Skywalker".

O filme estreia no Brasil em 19 de dezembro.