Ron Howard no set de Han Solo

Créditos da imagem: Lucasfilm/Divulgação

Filmes

Notícia

Star Wars | George Lucas alertou Ron Howard sobre fãs tóxicos

"Ele sempre disse 'é para os fãs, mas você precisa ter a coragem de ouvi-los e ainda assim contar a história que você quer'", afirmou o diretor

Mariana Canhisares
04.02.2020
11h22

O diretor Ron Howard revelou que, ao assumir o comando das refilmagens de Han Solo: Uma História Star Wars, recebeu um conselho de George Lucas sobre a toxidade de alguns fãs da franquia. Alvo de críticas sobre o longa que narra a história de origem de um dos mais adorados personagens da saga, Howard disse ao Collider:

"Não acontece com todos os filmes nessa intensidade, mas acaba entrando nesse território quando se tem uma propriedade intelectual de alto nível. Tive um pouco disso quando fiz O Grinch há 20 anos. George Lucas é um mentor, um tremendo amigo. Ele me alertou. Ele sempre disse 'é para os fãs, mas você precisa ter a coragem de ouvi-los e ainda assim contar a história que você quer'".

Howard assumiu a direção de Han Solo após a saída da dupla Phil Lord e Chris Miller, que tiveram "diferenças criativas" com a Lucasfilm. O diretor, então, ficou encubido da missão de não apenas terminar as filmagens, mas refilmar boa parte do que já fora feito até ali.

Parte dos fãs reagiu mal à troca e, como resultado, Han Solo teve a pior bilheteria da história da franquia. O longa somou US$ 392,9 milhões no mundo todo, mas seu orçamento chegou a US$ 275 milhões.

Este, porém, não foi o único filme da franquia a sofrer com reações negativas dos fãs. Meses antes, Os Últimos Jedi, longa do diretor Rian Johnson, provocou debates acalorados entre fãs e realmente mostrou como o fandom pode ser tóxico. Em meio a frustração de parte do público, normal a qualquer produção, a atriz Kelly Marie Tran foi, inclusive, alvo de ataques racistas nas redes sociais.