Bridgerton/The Unofficial Bridgerton Musical

Créditos da imagem: Netflix/Barlow & Bear

Séries e TV

Notícia

Bridgerton | Netflix processa produtoras de musical inspirado na série

Peça criada por Abigail Barlow e Emily Bear usa diálogos da produção em suas músicas

Omelete
2 min de leitura
30.07.2022, às 21H13

Uma das principais sensações da Netflix nos últimos anos, Bridgerton é agora causa de uma briga judicial. A plataforma abriu um processo contra Abigail Barlow e Emily Bear (Barlow & Bear), criadoras de um musical inspirado na produção conhecidas. Sob o título de The Unofficial Bridgerton Musical, a peça apresentada em Washington, nos Estados Unidos, usa diálogos, personagens e situações do programa e, de acordo com o streaming, suas idealizadoras teriam se recusado a chegar a um acordo com a detentora dos direitos da adaptação da obra de Julia Quinn (via Deadline).

A Netflix apoia a criação de conteúdo por parte dos fãs, mas Barlow & Bear deram muitos passos adiante, buscando criar receita para si sem permissão formal para utilizar a marca Bridgerton”, afirmou a Netflix através de um porta-voz.“Tentamos muito trabalhar com a Barlow & Bear, e elas se recusaram a cooperar. Os criadores, elenco, roteiristas e equipe deram seus corações e almas em Bridgerton e estamos tomando medidas para proteger seus direitos”.

Autora dos livros que inspiram a série, Quinn também se manifestou sobre o caso, dizendo gostar do conteúdo original de Barlow & Bear, criado inicialmente para o TikTok, mas afirmou que há uma grande diferença entre compartilhar músicas na plataforma e vendê-las sem permissão dos autores originais. “Espero que elas entendam a necessidade de proteger a propriedade intelectual de outros profissionais, incluindo os personagens e histórias que criei nos romances de Bridgerton há mais de vinte anos”.

Até o momento da publicação desta nota, Barlow & Bear ainda não haviam se manifestado a respeito do caso.

A terceira temporada de Bridgerton está atualmente em produção e recebe a nova showrunner e produtora-executiva Jess Brownell, de Scandal e Inventando Anna. Ela chega para substituir Chris Van Dusen, que saiu após o segundo ano. Ele, por sua vez, permanecerá como produtor-executivo ao lado de Shonda Rhimes, Betsy Beers e Tom Verica.

As duas temporadas estão disponíveis na Netflix.

O Omelete agora tem um canal no Telegram! Participe para receber e debater as principais notícias da cultura pop (t.me/omelete).

Acompanhe a gente também no YouTube: no Omeleteve, com os principais assuntos da cultura pop; Hyperdrive, para as notícias mais quentes do universo geek; e Bentô Omelete, nosso canal de animes, mangás e cultura otaku.

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados e cookies para as finalidades ali constantes.