Conteúdo do Spcine Play é liberado até o fim de 2020

Créditos da imagem: Spcine Play/Reprodução

Filmes

Notícia

Acervo do Spcine Play é liberado até o fim de 2020

Streaming da prefeitura de SP pode ser acessado sem assinatura

Pablo Raphael
30.04.2020
16h13
Atualizada em
30.04.2020
16h30
Atualizada em 30.04.2020 às 16h30

O acervo do Spcine Play foi liberado para acesso gratuito até o final de 2020. Originalmente, o conteúdo, liberado pela plataforma de streaming da prefeitura de São Paulo em 17 de março, ficaria disponível por apenas 30 dias. A iniciativa faz parte das ações da Spcine em decorrência da pandemia da COVID–19 e possibilita que a população tenha acesso a conteúdos de qualidade durante este período de isolamento social.

São aproximadamente 230 títulos, entre filmes, séries, shows, talks e conteúdos exclusivos que podem ser acessados em qualquer lugar do Brasil. O catálogo traz obras de grandes cineastas brasileiras, como Tata Amaral, Lúcia Murat, Suzana Amaral e Helena Ignez, assim como as principais produções de Hector Babenco, Zé do Caixão, Andrea Tonacci e Leon Hirszman e muitos outros nomes do cinema nacional.  

A Spcine Play conta ainda com filmes das principais mostras e festivais de cinema de São Paulo, como a Mostra Internacional de Cinema, o É tudo Verdade, o In-Edit e ComKidsO conteúdo fica acessível simultaneamente aos eventos e segue disponível na plataforma. 

Confira as atrações no site oficial do Spcine Play.

Desde o começo da pandemia do coronavírus, várias áreas do entretenimento foram afetadas com o adiamento de estreias, paralisação de produções e cancelamento de grandes eventos.