Logo do Directors Guild of America

Créditos da imagem: DGA/Divulgação

Filmes

Notícia

DGA e PGA mudam regras de premiações por conta do coronavírus

Sindicatos de Diretores e Produtores abrem exceção para filmes que tiveram lançamentos digitais

Julia Sabbaga
19.05.2020
16h26

Seguindo as estratégias do Oscar e do Globo de Ouro, os sindicatos de produtores e diretores também mudaram regras de elegibilidade para as premiações de 2021 por conta do coronavírus. Por causa do fechamento de cinemas e os lançamentos direto em streaming, as instituições estão abrindo exceção para filmes lançados em formato digital. 

Normalmente, é requirido uma exibição de sete dias em cinemas em Nova York ou Los Angeles para que filmes se qualifiquem para as categorias do DGA (Premiação do Sindicato de Diretores) de Melhor Filme, Melhor Primeiro Filme e Melhor Documentário. Para o PGA (Premiação do Sindicato de Produtores), o mesmo é requirido para a categoria Darryl F. Zanuck Award, que premia o melhor filme. Exceções foram abertas para todos os casos. 

Desde o começo da pandemia do coronavírus, várias áreas do entretenimento foram afetadas com o adiamento de estreias, paralisação de produções e cancelamento de grandes eventos.