HQ/Livros

Notícia

Universo DC também elegerá novo presidente este ano

Democratas e republicanos duelam em DCU: Decisions

Érico Assis
14.05.2008
00h00
Atualizada em
03.06.2017
07h00
Atualizada em 03.06.2017 às 07h00

Quando as eleições presidenciais dos EUA pegarem fogo, em setembro e outubro deste ano, as histórias em quadrinhos também estará de olho em uma decisão política. É o universo DC, que terá sua própria eleição na minissérie DCU: Decisions.

Mas nada de Barack Obama, Hillary Clinton ou John McCain. O Universo DC tem seus próprios candidatos ficccionais. O ponto da história é mostrar como os super-heróis envolvem-se no processo eleitoral quando os candidatos começam a sofrer atentados.

DCU: Decisions

None
DCU: Decisions

Por ser o personagem mais "politizado" do Universo DC - pelas histórias clássicas em que debatia injustiça social, e por seu recente cargo de prefeito de Star City -, é claro que o Arqueiro Verde terá uma grande participação. Ele aparece na primeira arte divulgada da mini, um cartaz eleitoral para o candidato Davis Brewster. Confira ao lado.

Dan Didio, editor-chefe da DC, diz que, apesar de os candidatos reais da eleição dos EUA não aparecerem na mini, eles representam "crenças políticas bem particulares" - os partidos Democrata e Republicano, majoritários no país, existem no Universo DC. E a decisão na mini terá efeitos duradouros para os heróis.

Para garantir a representatividade de opiniões, a mini terá dois escritores: o liberal Judd Winick (Arqueiro Verde) e o conservador Bill Willingham (Fábulas). Os desenhos são de Stephane Roux. Com quatro edições quinzenais, a série acabará antes do dia da eleição nos EUA: 4 de novembro. Que sirva como uma boa leitura de reflexão antes das urnas.