HQ/Livros

Notícia

San Diego Comic-Con 2006: novidades para Super-Homem nos quadrinhos, no cinema e em DVD

San Diego Comic-Con 2006: novidades para Super-Homem nos quadrinhos, no cinema e em DVD

Érico Assis
24.07.2006
00h00
Atualizada em
20.12.2016
03h00
Atualizada em 20.12.2016 às 03h00

Sexta-feira foi um dia de duas grandes novidades para aquele cara de azul e vermelho que voa e está num cinema perto de você.

Primeira: Richard Donner, diretor de Superman: O Filme, co-escreverá uma das séries de quadrinhos do personagem com Geoff Johns.

Os rumores de que Richard Donner seria escritor de Action Comics correm há meses entre os fãs. Geoff Johns, que co-escreverá a série, trabalhou por anos como estagiário na produtora de Donner, então foi fácil convidar o ex-chefe.

A dupla - acompanhada do excelente desenhista Adam Kubert (Ultimate X-Men) - estréia na série em outubro. Eles não quiseram revelar nada sobre as histórias, que ainda estão sendo desenvolvidas. Mas mencionaram várias vezes que Brainiac é um vilão interessante.

Donner disse que gostou do resultado de Superman: O Retorno. "A beleza do que Bryan Singer fez está em não tentar tornar o Superman contemporâneo, visto que muitos tentaram forçá-lo a ser um salvador contemporaneizado e cruzaram a linha do cânone do Super-Homem. Ele não muda, ele faz parte da cultura tradicional americana."



Segunda: Superman II, de 1980, será relançada em DVD numa versão do diretor por Donner, com novas cenas.

Superman II: The Richard Donner Cut teve algumas cenas reveladas na Comic-Con. No total serão 15 minutos adicionais que acabaram cortados da versão final, contra a vontade de Donner. Há um novo início, um novo final e uma homenagem à cena clássica em que Lois Lane descobre a identidade do Super. O DVD sai nos EUA em 28 de novembro.

Terceira: Bryan Singer prometeu a seqüência de Superman: O Retorno para 2009.

Singer avisou, durante um painel na San Diego Comic-Con, que ainda não tem nenhum acerto com a Warner Bros. quanto à seqüência, mas que ele tem planos pessoais de prepará-la para chegar aos cinemas em 2009.

Ele comentou também que o primeiro filme serviu para reintroduzir os personagens, e que no segundo ele pode adotar uma estratégia no estilo de A Ira de Khan - o segundo filme de Jornada nas Estrelas, que revirou o mundo dos personagens. O diretor também deu a entender que os vilões seriam alienígenas.