HQ/Livros

Notícia

Os vencedores do Eisner Awards 2005

Os vencedores do Eisner Awards 2005

Érico Borgo
20.07.2005
00h00
Atualizada em
19.12.2016
20h01
Atualizada em 19.12.2016 às 20h01

Confira os vencedores do Will Eisner Awards, a principal premiação dos quadrinhos dos Estados Unidos.

A noite mais uma vez foi dominada pela DC Comics, que levou sete prêmios, seguida pela Dark Horse, com cinco. Em terceiro, empatadas com três, ficaram as editoras Fantagraphics e Marvel.

Melhor história curta

Unfamiliar de Evan Dorkin e Jill Thompson, em The Dark Horse book of witchcraft (Dark Horse);

Melhor edição individual:

Eightball 23: The death ray de Dan Clowes (Fantagraphics);

Melhor história serializada (ou arco de histórias):

March of the wooden soldiers de Bill Willingham, Mark Buckingham e Steve Leialoha, publicada em Fables 19 a 27 (Vertigo/DC);

Melhor série continuada:

The goon, de Eric Powell (Dark Horse);

Melhor série limitada:

DC: The New Frontier, de Darwyn Cooke (DC);

Melhor série nova:

Ex machina, de Brian K. Vaughan, Tony Harris, e Tom Fesiter (WildStorm/DC);

Melhor título infanto-juvenil:

Plastic man, de Kyle Baker e Scott Morse (DC);

Melhor publicação de humor:

The goon de Eric Powell (Dark Horse);

Melhor antologia:

Michael Chabon presents the amazing adventures of the Escapist, editada por Diana Schutz e David Land (Dark Horse)

Melhor história em quadrinhos digital:

Moms cancer, de Brian Fies www.momscancer.com/eisner.htm;

Melhor álbum gráfico (inédito):

The originals, de Dave Gibbons (Vertigo/DC);

Melhor álbum gráfico (republicação):

Bone one volume edition, de Jeff Smith (Cartoon Books);

Melhor projeto/coleção arquivo:

The complete peanuts, editado por Gary Groth (Fantagraphics);

Melhor edição americana de material estrangeiro:

Buddha, vols. 3 e 4 de Osamu Tezuka (Vertical);

Melhor escritor:

Brian K. Vaughan, Y: the last man (Vertigo/DC); Ex machina (WildStorm/DC); Runaways (Marvel);

Melhor roteirista/ilustrador:

Paul Chadwick, Concrete: the human dilemma (Dark Horse);

Melhor roteirista/ilustrador de humor:

Kyle Baker, Plastic Man (DC); Kyle Baker, cartoonist (Kyle Baker Publishing);

Melhor Desenhista/Arte-finalista ou Equipe de Desenhista e Arte-finalista:

John Cassaday, Astonishing X-Men (Marvel); Planetary (WildStorm/DC); I am Legion: the dancing faun (Humanoids/DC); Frank Quitely, WE3 (Vertigo/DC) - EMPATE

Melhor pintor/artista multimídia (arte interna):

Teddy Kristiansen, It’s a bird . . . (Vertigo/DC);

Melhor colorização:

Dave Stewart, Daredevil, Ultimate X-Men, Ultimate six, Captain America (Marvel); Conan, BPRD (Dark Horse) DC: the new frontier (DC)

Melhor letrista:

Todd Klein, Promethea; Tom Strong; Tom Strong’s terrific tales (ABC); Wonder Woman (DC); Books of magic: life during wartime; Fables; WE3 (Vertigo/DC); Creatures of the night (Dark Horse);

Melhor capista:

James Jean, Fables (Vertigo/DC); Green Arrow, Batgirl (DC);

Talento merecedor de reconhecimento mais amplo:

Sean McKeever (A waiting place; Mary Jane; Inhumans; Sentinels);

Melhor periódico relacionado aos quadrinhos:

Comic book artist, editado por Jon B. Cooke (Top Shelf);

Melhor livro relacionado aos quadrinhos:

Men of tomorrow: geeks, gangsters, and the birth of the comic book, de Gerard Jones (Basic Books);

Melhor design de publicação:

The complete peanuts, design de Seth (Fantagraphics);

Hall da fama

Escolha dos juízes: Lou Fine; René Goscinny e Albert Uderzo.

Escolha dos eleitores: Nick Cardy; Gene Colan; Johnny Craig; Hugo Pratt.