HQ/Livros

Artigo

Mestre do quadrinho nacional pela AQC-SP: EDSON RONTANI

Mestre do quadrinho nacional pela AQC-SP: EDSON RONTANI

Jotapê Martins
08.02.2001
01h00
Atualizada em
05.11.2016
06h05
Atualizada em 05.11.2016 às 06h05
Piracicabano, nascido em 23 de março de 1933, Edson Rontani faleceu em sua cidade natal em 24 de fevereiro de 1997.

Professor, contador e advogado por formação, não exerceu estas funções. Desde pequeno, preferiu as artes. Na adolescência colaborou com jornais da região e, no início dos anos 50, montou uma escola de desenho. Como artista plástico, preferia a pintura a óleo embora tenha se destacado na caricatura, na charge e na escultura. Também foi radialista e radioamador.

Dedicou seus quase 64 anos de vida à Piracicaba, atuando em jornais desde a década de 40. Criou ícones como o “Nhô Quim”, símbolo do E.C. XV de Novembro, e a coluna “Você Sabia&qt;&”, por muitos anos editada no Jornalzinho, suplemento infantil do Jornal de Piracicaba.

Pioneiro, criou, em outubro de 1965, o Ficção, o primeiro fanzine brasileiro de quadrinhos. Foram 300 exemplares mimeografados.