HQ/Livros

Notícia

Marvel ressuscita o Capitão Universo em novembro

Marvel ressuscita o Capitão Universo em novembro

Rodrigo Monteiro
27.09.2005
00h00
Atualizada em
21.09.2014
13h00
Atualizada em 21.09.2014 às 13h00

Há 16 anos – para sermos mais exatos, em 1989 – o grande evento do ano na Marvel foi uma saga intitulada “Atos de vingança”.

Lançada por aqui em 1993, a história era mais ou menos o seguinte: cansados de apanhar o tempo todo e sempre dos mesmos heróis, os grandes vilões da Marvel, orientados por Loki, decidiram que a melhor estratégia para vencer seus algozes seria a troca de adversários. Assim, um inimigo tradicional do Quarteto Fantástico como, por exemplo, o Dr. Destino atacaria o Justiceiro; os Mestres do Terror, inimigos dos Vingadores, atacariam os X-Men e por aí vai. No final das contas, é claro, deu tudo errado e a saga não afetou em nada a continuidade da Marvel. Exceto por dois fatores: a transformação de Betsy Braddock de uma personagem sem graça e meio inútil pra uma ninja arrogante - a Psilocke - e a reintrodução do Capitão Universo.

O Capitão Universo apareceu pela primeira vez no gibi dos Micronautas (no Brasil, na extinta Heróis da TV nº 87) e foi descrito pela Marvel como “o portador da misteriosa Força Enigma, uma espécie de energia que garante poderes super-humanos durante tempos de crise”. Durante Atos de vingança todos os vilões da Marvel, dentre eles os Mestres do Terror, Graviton e Magneto resolveram tirar o couro do Homem-Aranha. Por fatores nunca revelados (exceto pelo fato do gibi do Aranha na época ser um dos que mais vendiam nos Estados Unidos), o teioso acabou recebendo os poderes da Força Enigma e, graças a eles, impediu que um tri-sentinela (nem pergunte...), sob o encanto de Loki, causasse um desastre nuclear em Nova York. Problema resolvido, a Força Enigma deixou o Aranha.

A idéia do Capitão Universo não pegou e, desde então, pouco ou quase nada se falou sobre ele e a “misteriosa Força Enigma”... Até agora. Em novembro, a Marvel vai ressuscitar a Força Enigma e seu portador. Durante cinco semanas, a Força Enigma vai visitar quatro dos maiores nomes do Universo Marvel e um personagem praticamente recém-chegado visando preparar os leitores para uma mini-série do Capitão Universo.

O evento começa em Captain Universe/Hulk, de Jay Faerber (textos) e do brasileiro Carlos Magno (arte). Na história, a Força Enigma está passando por algumas dificuldades (em linguagem mais popular, “tá dando pau”) e precisa da ajuda de Bruce Banner para se salvar. O problema é saber se mesmo a Força Enigma conseguirá conter toda a fúria do Hulk.

A seguir, a Força Enigma faz uma visita ao Demolidor em Captain Universe/Daredevil. Dessa vez, essa estranha energia tem o objetivo de encontrar-se com a terráqueo que a conhece mais do que ela mesma. O problema é que o sujeito está preso. Quando Matt Murdock se prepara para enfrentar uma das piores organizações secretas da Marvel, ele é agraciado com superpoderes que ampliam ainda mais seus sentidos, dando-lhe, inclusive, a capacidade de enxergar. O brasileiro Paulo Siqueira seria o responsável pela arte. Porém, segundo Joe Prado, do estúdio Art&Comics, ele não pôde assumir o trabalho. Bruno Hang e Diogo Saito, outros dois brasileiros, cuidam das cores.

Massachussets é o próximo destino da Força Enigma. Quando percebe que um fator de cura pode ser o que precisa para resolver seu problema, ela decide se unir a X-23 (nota: aquela clone do Wolverine que apareceu inicialmente no desenho X-Men: evolution e acabou migrando para os quadrinhos).O que a Força Enigma não sabe é que o fator de cura da guria é forte o suficiente para impedir suas tentativas de se unir à ela. Captain Universe/X-23 foi escrito pela dupla Christopher Yost e Craig Kyle e ilustrada por Francis Portela. As cores são da brasileira Debora Carita.

Continuando sua turnê pelos Estados Unidos, a Força Enigma encontra-se com a Mulher-Invisível. A Força se une à Sue para combater a ameaça do Império Shiar, que resolve que é muito perigoso que uma entidade tão poderosa permaneça na Terra. Jeff Parker escreve, James Raiz ilustra e o brasileiro Vinicius Andrade colore Captain Universe/Invisible woman.

Finalmente, a Força Enigma sai do planeta e decide procurar pelo Surfista Prateado. O ex-arauto de Galactus está ajudando uma pacífica raça alienígena a rechaçar os constantes ataques de um maligno senhor da guerra. A coisa só piora pro seu lado quando a Força Enigma se mescla ao vilão e não ao Surfista. A dupla Jay Faerber e Carlos Magno será a responsável por Captain Universe/Silver Surfer.

Os cinco gibis sairão em novembro, um por semana. Cada um terá 32 páginas ao preço de 2,29 dólares.