J.K. Rowling

Créditos da imagem: Shaun Curry/AFP

HQ/Livros

Notícia

J.K. Rowling e Margaret Atwood assinam carta contra cultura do cancelamento

Além delas, outros 150 escritores, acadêmicos e ativistas defendem o debate de ideias

Mariana Canhisares
08.07.2020
11h55

J.K. Rowling, Margaret Atwood e outros 150 escritores, ativistas e acadêmicos assinaram uma carta aberta contra a cultura do cancelamento. Intitulado “A Letter on Justice and Open Debate” ("Uma Carta sobre Justiça e Debate Aberto", em tradução livre), o texto publicado na Harper's Magazine defende que apenas o debate pode derrotar ideias ruins, e não o silenciamento (via Deadline).

Segundo o grupo, o debate de ideias e a troca de informações, dois dos preceitos de uma sociedade liberal, têm sido diariamente constrangido, seja por governos repressivos ou por pessoas intolerantes. Ainda de acordo com o texto, embora essa postura seja esperada da extrema direita, eles afirmam que a censura está cada vez maior na sociedade com "uma moda de humilhação pública e ostracismo, e a tendência de dissolver questões políticas complexas com uma certeza moral".

"A inclusão democrática só pode ser atingida se nós denunciarmos o clima intolerante que está estabelecido em todos os lados", dizem. "[...] Como escritores precisamos de uma cultura que nos dê espaço para experimentações, chances de tomar riscos e até cometer erros. Precisamos preservar a possibilidade de uma discordância de boa fé, sem consequências profissionais terríveis".

Vale lembrar que recentemente Rowling foi acusada de transfobia, depois de fazer comentários polêmicos no Twitter sobre uma matéria que dizia "pessoas que menstruam" em vez de "mulheres". O texto tinha a intenção de ser inclusivo, isto é, considerar também as mulheres trans. Mas, para a autora de Harry Potter, a identidade de gênero das pessoas - isto é, se a pessoa se identifica como homem, mulher ou não-binária - é definida exclusivamente pelo sexo biológico, apagando portanto a existência da população trans.

Os comentários repercutiram e muitos nas redes sociais. Muitos fãs se disseram decepcionados com Rowling a ponto de alguns brincarem que ela não era mais a criadora do Universo Bruxo, mas sim celebridades como ShakiraKylie Minogue