isekai

Créditos da imagem: Reprodução

HQ/Livros

Lista

Isekais bizarros: os 6 mundos paralelos mais estranhos criados no Japão

Gênero que transporta personagens para outros mundos e realidades, Isekai é um dos mais populares atualmente

Fábio Garcia
25.11.2019
10h00
Atualizada em
23.11.2019
22h06
Atualizada em 23.11.2019 às 22h06

Um dos gêneros de maior sucesso nos últimos tempos no Japão é o isekai. Criado como uma forma de retratar a sensação de não-pertencimento dos jovens ao mundo atual, as histórias do isekai mostram personagens que são transportados para outros mundos ou realidades, e lá eles vivem uma nova vida com os conhecimentos do nosso mundo.

Sword Art Online e Re:Zero são bons exemplos de isekai, mas não podemos ignorar a enorme criatividade dos japoneses de inventar as mais bizarras histórias de jovens levados a outro mundo. Nessa lista juntamos alguns dos exemplos dos mais inusitados que surgiram na cabeça dos autores japoneses.

Isekai da pizzaria

Reprodução

Às vezes algumas pessoas sonham em conquistar uma namorada quando são mandadas para outro mundo, mas às vezes querem apenas praticar empreendedorismo. Em The Hero and his Elf Bride Open a Pizza Parlor in Another World, um rapaz é atropelado por um entregador de pizza e vai parar em um mundo paralelo, meio medieval. Até aí nada diferente de outras histórias, não é mesmo?

No entanto, uma deusa surge e oferece a ele várias opções para viver nessa outra realidade: ele pode ser um espadachim, um mago ou... um pizzaiolo. Como ele demora para escolher sua função, sobra somente a de pizzaiolo e ele começa a cuidar de uma pizzaria com sua noiva elfa. É isso que você leu: ele abre uma pizzaria num mundo medieval com uma elfa.

Isekai do lutador dono de pet shop

O protagonista de Kemono Michi é um lutador de wrestling chamado Genzo Shibata. Esqueça qualquer estereótipo agressivo, na verdade Genzo Shibata é super pacífico, além de amante dos animais. Como acontece em todo isekai, ele é mandado para um outro mundo e recebe uma missão de uma princesa desesperada: "derrote todos as feras deste mundo". Mas como destruir essas criaturas se Genzo é um amante da causa animal?

Inconformado com o pedido da princesa, o lutador (vestindo apenas uma sunguinha e uma capa) aplica um suplex (aquele golpe em que se segura o adversário abraçando por trás e o arremessa para trás) na princesa, foge da tarefa e decide abrir um pet shop para cuidar dos bichinhos deste mundo.

Isekai da vovó

Reprodução

Um dos animes mais queridos pelos otakus em 2019 foi  Do You Love Your Mom and Her Two-Hit Multi-Target Attacks?, apelidado por aqui como "Isekai da Mamãe". Nele o protagonista é mandado para um mundo mágico, mas ele não vai sozinho: sua mãe também o acompanhará nas aventuras. Porém, a trama de I Want a Harem But She is Very... segue uma linha um pouco mais surreal.

O protagonista um dia percebe que surgiu um vórtex na cozinha de sua casa, e pensa "ah, é um portal de histórias de isekai, lá vou conhecer várias mulheres e ter meu harém particular". No outro mundo, o jovem otaku de 16 anos acaba conhecendo uma mulher para chamar de sua, mas ele só não esperava que ela fosse uma senhora idosa.

Isekai do urso polar

Reprodução

Já falamos de várias histórias com protagonistas indo para outro mundo com o intuito de viver uma nova vida, mas em You became the Guardian God of the Forest Legend o rapaz teletransportado para outra realidade reencarna como um animal mesmo. Mais especificamente um urso polar.

Ele é enviado para esse outro mundo bem no meio de uma luta gravíssima entre uma garota com orelhas de lobo e um exército maléfico, e consegue usar seu tamanho para assustar os adversários. Assim, ele começa a conviver com um grupo de garotas lobo (afinal isekai sem um harém não é isekai!)

Isekai da máquina de vendas

Reprodução

Num belo dia (ou não tão belo assim), o protagonista de Reborn as a Vending Machine, I Now Wander the Dungeon é esmagado por uma máquina de vendas, igual àquelas que compramos refrigerantes ou petiscos. Agora ele reencarnou em outro mundo como uma máquina de vendas com consciência própria (!!), e passa a explorar calabouços com a ajuda de uma caçadora chamada Lammis.

O protagonista ganha alguns poderes especiais para compensar a experiência meio estranha: ele consegue oferecer qualquer coisa que ele comprou na vida passada, além de controlar os preços como quiser. Infelizmente ele não consegue falar mais do que as frases automáticas de uma máquina tradicional, o que já aumenta o humor involuntário da premissa.

Isekai do Yamcha de Dragon Ball

Reprodução

Publicado na versão digital da Shonen Jump, em Dragon Ball: That Time I Got Reincarnated as Yamcha acompanhamos um estudante japonês muito fã de Dragon Ball. Após um acidente, ele acorda no corpo do lutador mais fraco dos amigos do Goku, o paquerador Yamcha. Preso naquele universo do mangá no corpo do personagem que é uma piada no mundo real, e sabendo o que vai acontecer com seu personagem pois leu o mangá, ele tenta evitar que as maiores desgraças aconteçam ao pobre Yamcha.

Nesta releitura de Dragon Ball, com fatos modificados por alguém que já conhecia a história, podemos ver o Yamcha surgindo como um dos personagens fundamentais para o grupo de Goku, chegando inclusive a viajar para o planeta Namek para o confronto com  Freeza.

O mangá é super curtinho e no final ainda tem algumas reviravoltas que explicam (usando o próprio mangá original) o que aconteceu. Embora muitos isekais fiquem restritos apenas ao Japão por conta das bizarrices, esse é o com maior chance de sair no Brasil.