HQ/Livros

Artigo

HQ: <i>He-Man and the masters of the universe</i>

HQ: <i>He-Man and the masters of the universe</i>

Waldomiro Vergueiro
08.04.2004
00h00
Atualizada em
21.09.2014
13h16
Atualizada em 21.09.2014 às 13h16
He-Man and the masters of the universe

Os jovens que nasceram em início da década de 80 ainda lembram com bastante carinho dos momentos agradáveis que passaram em frente à TV, assistindo às façanhas de seu herói predileto, o poderoso He-Man. Muitos deles, inclusive, podem ter ainda guardado zelosamente a espada, o escudo, o castelo, os bonecos do herói e de Esqueleto, seu arquiinimigo, com os quais brincavam durante horas intermináveis, revezando-se com amigos e irmãos nos papéis dos protagonistas. He-Man povoou o imaginário de suas infâncias, tornado-as plenas de fantasia e encantamento.

Um pouco deste encanto está de volta na nova publicação da Editora Panini, He-Man and the Masters of the Universe, que busca levar aos quadrinhos o mesmo ritmo dos desenhos animados que tanto agradou - e agrada ainda -, as crianças brasileiras.

Agora livre do formato menor que o caracterizou nas três dezenas de números da revista publicada pela Editora Abril entre os anos de 1986 e 1988, o herói surge em toda a sua pujança, a começar pela belíssima capa de Earl Noren, conhecido de muitos leitores brasileiros pelas muitas capas realizadas para a revista A espada selvagem de Conan, publicada pela Editora Abril durante mais de dezessete anos (205 números, de junho de 1984 a dezembro de 2001).

Com um tratamento gráfico mais arrojado nos desenhos de Emiliano Santalucia e arte-final de Marco Failla - embora sem perder a singeleza da animação -, He-Man retorna às bancas brasileiras em uma publicação bem cuidada da Editora Panini, que amplia sua iniciativa de revitalização de heróis dos desenhos animados nas páginas de quadrinhos (precedendo-o, já se encontram nas bancas brasileiras, há alguns meses, revistas dos Transformers e dos Thundercats).

Neste primeiro número do gibi, o início de uma nova trama envolvendo o vilão Esqueleto, o herói e seus amigos Mentor e Gorpo deparam-se com um poderoso cristal capaz de influenciar o comportamento das pessoas e partem para Grayskull em busca de uma solução para esse mistério. Um bom início para uma saga que deverá durar quatro número e que, com sorte - e com o apoio dos leitores -, poderá preceder muitas outras aventuras do defensor de Etérnia.

Publicada pela Editora Panini, a revista He-Man and the Masters of the Universe é colorida e custa 2.50 reais.

Leia também: Especial He-Man