HQ/Livros

Artigo

Eisner Awards 2004 - Os vencedores

Eisner Awards 2004 - Os vencedores

Jotapê Martins
27.07.2004
00h00
Atualizada em
07.11.2016
07h06
Atualizada em 07.11.2016 às 07h06

Na última sexta-feira, 23 de julho, segundo dia da San Diego ComicCon, aconteceu, no salão de baile Centro de Convenções de San Diego, a décima sexta cerimônia de entrega dos Will Eisner Awards, a principal premiação dos quadrinhos dos Estados Unidos.

A grande vencedora da noite foi, sem dúvida, a editora DC Comics, que abocanhou quatorze categorias, três delas para Sandman: endless nights (Sandman: noites sem fim, lançada no Brasil pela Conrad Editora).

Publicação mais premiada da noite, o álbum de Neil Gaiman levou Melhor História Curta, Melhor Letrista e Melhor Antologia. Esta última vitória privou o Brasil de sua primeira chance ao Eisner. Entre os indicados para esta categoria, estava o álbum Autobiographix, publicado pela Dark Horse Comics, com uma história dos gêmeos brasileiros Fábio Moon e Gabriel Bá, autores dos livros Dez pãezinhos: Meu coração não sei porquê e Dez pãezinhos: o girassol e a lua, da Via Lettera Editora.

Apresentado os premiados, compareceram Sergio Aragonés, Bill Plympton, Dave Gibbons, Walter e Louise Simonson, Bill Willingham, Eric Shanower, Eric Powell, Stan Sakai, Bruce Jones e April Campbell. Como sempre, Will Eisner esteve presente para dar os parabéns a todos os vencedores.

Segue abaixo a lista com todos os ganhadores:

Melhor história curta:

Morte de Neil Gaiman e P. Craig Russell, publicada em Sandman: noites sem fim (Vertigo/DC)

Melhor edição individual:

Conan the legend 0, de Kurt Busiek e Cary Nord (Dark Horse)

Melhor história serializada (ou arco de histórias):

Half a life por Greg Rucka e Michael Lark, publicada em Gotham Central 6 a 10 (DC)

Melhor série continuada:

100 Balas, de Brian Azzarello e Eduardo Risso (Vertigo/DC)

Melhor série limitada:

Unstable molecules, de James Sturm e Guy Davis (Marvel)

Melhor série nova:

Plastic Man, de Kyle Baker (DC)

Melhor título infanto-juvenil:

Walt Disneys Uncle Scrooge, de vários (Gemstone)

Melhor publicação de humor:

Formerly known as the Justice League, de Keith Giffen, J. M. DeMatteis, Kevin Maguire, e Joe Rubinstein (DC)

Melhor antologia:

Sandman: noites sem fim, por Neil Gaiman, Dave McKean, P. Craig Russell, Miguelanxo Prado, Barron Storey, Frank Quitely, Glenn Fabry, Milo Manara, and Bill Sienkiewicz; co-edited by Karen Berger and Shelly Bond (Vertigo/DC)

Melhor álbum gráfico (inédito):

Blankets, de Craig Thompson (Top Shelf)

Melhor álbum gráfico (republicação):

Batman Adventures: dangerous dames and demons, por Paul Dini, Bruce Timm, e outros (DC)

Melhor projeto/coleção arquivo

Krazy and Ignatz, 1929-1930, de George Herriman, editada por Bill Blackbeard (Fantagraphics)

Melhor edição americana de material estrangeiro:

Buddha, vols. 1 e 2, de Osamu Tezuka (Vertical)

Melhor escritor

Alan Moore, The league of extraordinary gentlemen, Promethea, Smax, Tom Strong, Tom Strongs terrific tales (ABC)

Melhor roteirista/ilustrador:

Craig Thompson, Blankets (Top Shelf)

Melhor roteirista/ilustrador de humor:

Kyle Baker, Plastic Man (DC); The new Baker (Kyle Baker Publishing)

Melhor Desenhista/Arte-finalista ou Equipe de Desenhista e Arte-finalista:

John Cassaday, Planetary, Planetary/Batman: Night on Earth (WildStorm/DC); Hellboy weird tales (Dark Horse)

Melhor pintor/artista multimídia (arte interna):

Jill Thompson, Stray, em The Dark Horse Book of hauntings (Dark Horse)

Melhor colorização:

Patricia Mulvihill, Batman, Wonder Woman (DC), 100 balas (Vertigo/DC)

Melhor letrista:

Todd Klein, Detective Comics( DC); Fables, The Sandman: noites sem fim (Vertigo/DC); Tom Strong, Promethea (ABC); 1602 (Marvel)

Melhor capista:

James Jean, Fables (Vertigo/DC); Batgirl (DC)

Talento merecedor de reconhecimento mais amplo:

Derek Kirk Kim (escritor/artista, Same difference and other stories)

Melhor periódico relacionado aos quadrinhos:

Comic book artist, editada por Jon B. Cooke (Top Shelf)

Melhor livro relacionado aos quadrinhos:

The art of Hellboy, de Mike Mignola (Dark Horse)

Melhor design de publicação:

Mythology: the DC Comics art of Alex Ross, de Chip Kidd (Pantheon)

Hall da fama

Escolha dos juízes: Otto Binder e John Stanley.

Escolha dos eleitores: Al Capp; Jules Feiffer; Kasuo Koike; Goseki Kojima; Don Martin; e Jerry Robinson.