HQ/Livros

Artigo

Dr. Slump | A importância do primeiro mangá de Akira Toriyama

Publicação era marcada pelo humor e subverteu clichês da indústria

Fábio de Souza Gomes
10.07.2018
18h25
Atualizada em
10.07.2018
19h01
Atualizada em 10.07.2018 às 19h01

Akira Toriyama dispensa apresentações. Afinal, é o criador de Dragon Ball, uma franquia que atravessa gerações e está sempre renovando seu público. Porém, antes mesmo de iniciar a saga de Son Goku, Toriyama já contava com um grande sucesso: Dr. Slump.

Publicado entre 1980 e 1984, o mangá acompanha as aventuras de Arale, uma ciborgue míope criada pelo doutor Sembe Norimaki. Inventor atrapalhado dos mais variados utensílios, ele passa a conciliar sua carreira com a educação da garota, que com sua ingenuidade encanta e arranja confusões na mesma proporção.

O traço tão característico de Toriyama dá vida à Vila Pinguim, lar dos protagonistas, equilibrando beleza e simplicidade. Os mais variados tipos de personagens e piadas escondidas nos cenários exigem um olhar atento nos quadros mais simples. O design de personagens é mais voltado para o cartunesco, o que colabora com a comédia, gênero que é o foco do mangá.

A forma de fazer rir é outra forte característica das histórias do autor. O “pastelão” e as piadas de duplo sentido têm lugar na trama, especialmente pela ingenuidade de Arale, mas Toriyama brilha por ir além do convencional. Com quebras na quarta parede e non sense, o mangá já na década de 80 parodiava e subvertia clichês apresentados na indústria.

Além de ganhar o prêmio de melhor shonen, ou publicação juvenil, em 1981, o mangá já ganhou dois animes, sendo o primeiro um divisor de águas na cultura pop japonesa. Fenômeno de audiência, essa primeira adaptação teve seus bordões adotados como gírias e suas canções são hoje clássicos em festivais nipônicos. Após seu fim, a animação deu lugar justamente a adaptação de Dragon Ball, que curiosamente conta com um episódio onde Goku vai parar na Vila Pinguim e conhece Arale.

O mangá está sendo republicado pela Editora Panini, completo em 18 volumes.