HQ/Livros

Notícia

Death Note | Donald Trump quer comprar caderno de Ryuk em novo mangá

Com 88 páginas, novo capítulo de Death Note foi publicado no Japão

Pablo Raphael
05.02.2020
18h11

O aguardado retorno de Death Note já está disponível no Japão. A trama, escrita pelos autores originais, se passa nos dias atuais e tem um personagem inusitado: o presidente dos EUA, Donald Trump. [Cuidado! Possíveis spoilers abaixo]

O novo Death Note acontece pelo menos uma década depois do fim da história original. Enquanto Light e L se tornaram figuras histórias citadas em sala de aula, o Shinigami Ryuk oferece o mortífero caderno Death Note para um novo personagem, o jovem Minoru Tanaka. Ao invés de matar seus desafetos com o caderno, Tanaka decide leiloar o Death Note.

O leilão ganha proporções inimagináveis quando líderes mundiais entram na disputa pelo Death Note. O primeiro lance de Donald Trump é de US$ 500 bilhões, mas outras nações também estão interessadas em obter o caderno.

Donald Trump quer comprar caderno de Ryuk em novo Death Note
Reprodução

O mangá Death Note, da dupla Tsugumi Oba e Takeshi Obata, foi publicado originalmente no Japão na revista mensal Shonen Jump entre 2003 e 2006, gerando depois 12 volumes encadernados, publicados no Brasil pela editora JBC, além de adaptações a outras mídias.