HQ/Livros

Notícia

Conrad anuncia Blade of the Immortal e Dr.Slump

Conrad anuncia Blade of the Immortal e Dr.Slump

Pedro Hunter
10.04.2002
00h00
Atualizada em
09.11.2016
04h03
Atualizada em 09.11.2016 às 04h03

Dr.Slump

Blade of the Immortal,
da Dark Horse

Em um anúncio que já está se tornando rotineiro, a revista Herói.com.br (Conrad) deste mês anunciou que a editora vai lançar mais dois títulos de mangás nas bancas.

O primeiro é Dr. Slump. Criada em 1980 por Akira Toriyama, o mesmo do sucesso Dragon Ball, para a revista Shonen Jump, a série gira em torno do inventor Sembee Norikami (o Dr. Slump do título) e sua criação: Arale, a verdadeira protagonista da série, uma menina-robô superforte e muito ingênua. Juntos, ambos envolvem-se nas mais inusitadas confusões na insana Vila Pingüim, muitas causadas pelas absurdas invenções de Senbee.

A série, que durou 18 volumes no Japão – equivalente a 36 edições, se mantida a média de páginas dos mangás publicados aqui no Brasil –, foi um sucesso avassalador em seu país, gerando uma infinidade de animações: Duas longas séries de TV, quatro filmes para o cinema e numerosos especiais televisivos (tudo inédito no Brasil). Foi o primeiro grande sucesso de Akira Toriyama, que em seguida criaria a ainda mais bem sucedida Dragon Ball, na qual Arale e seus amigos fazem uma pequena aparição. No mangá, isto aconteceu no sétimo volume da edição japonesa, número 14 da brasileira.

O segundo título anunciado é Blade of the Immortal (no original Mugen no Jyuunin, que significa “Habitante do Infinito”). Criada por Hiroaki Samura para a revista Afternoon, a série se passa no Japão feudal e é estrelada por Manji, um samurai cínico que tem em seu corpo vermes capazes de curar qualquer ferimento. Isso o torna, efetivamente, imortal. Cansado desta condição, Manji jura matar 1000 malfeitores em troca da volta à condição de mortal. Ao longo de suas aventura, ele encontra a órfã Rin, cujos pais foram mortos pelos praticantes do estilo de luta renegado Itto-Ryo. Juntos, os dois percorrem o Japão em busca de vingança.

Blade of the Immortal é um grande sucesso tanto em seu país quanto em numerosos outros, com especial menção aos Estados Unidos. Lá, recebeu uma impecável edição, cortesia da editora Dark Horse, cujas páginas foram rediagramadas e retocadas pelo próprio artista a fim de evitar o espelhamento habitualmente utilizado para converter os mangás ao sentido de leitura ocidental. O próprio nome “Blade of the Immortal” foi criado para a edição americana e depois adotado como subtítulo pela japonesa!

A Conrad não mencionou se utilizará essa edição americana como base para a edição brasileira tal qual foi feito em todos os países ocidentais, ou se empregará a edição original, mantendo o sentido de leitura japonês, triste costume brasileiro.

A série continua em produção no Japão, embora, segundo o autor, esteja na reta final, e tem, até o momento, nove volumes publicados.

A Conrad ainda não divulgou a data de lançamento das novas revistas.