Quadrinistas de peso ilustram a Declaração Universal dos Direitos Humanos da Chiaroscuro; confira

Créditos da imagem: Divulgação/Chiaroscuro

HQ/Livros

Notícia

Quadrinistas de peso ilustram a Declaração Universal dos Direitos Humanos

Chiaroscuro reúne grande time de artistas em livro que adapta documento da ONU

Gabriel Avila
06.10.2020
12h20

A Chiaroscuro Studios, maior empresa de agenciamento de quadrinistas e co-realizadora da CCXP, anunciou a pré-venda da Declaração Universal dos Direitos Humanos. O livro reúne um grande time de 60 quadrinistas para ilustrar o documento criado pela ONU após o fim da Segunda Guerra Mundial. Confira uma prévia abaixo:

O time responsável pelas artes do livro é composto por Adriana Melo, Adriano Di Benedetto, Alex Lins, Alex Shibao, Alisson Borges, Allan Jeff, Andrei Bressan, Anthony Marques, Breno Tamura, Bruno Oliveira, Cris Bolson, Cris Peter, Daniel HDR, Daniel Maia, Danilo Beyruth, Dijjo Lima, Diógenes Neves, Douglas Franchin, Eber Ferreira, Eddy Barrows, Eduardo Pansica, Elton Thomasi, Felipe Watanabe, Ig Guara, Ivan Reis, Joe Prado, Jonas Trindade, José Luis, Julio Brilha, Julio Ferreira, Leonardo Romero, Lucas Meyer, Lucas Werneck, Marcelo Di Chiara, Marcelo Maiolo, Marcio Fiorito, Marcio Hum, Marcio Menyz, Marcio Takara, Mauro Fodra, Mike Deodato Jr., Natália Marques, Nuno Plati, Oclair Albert, Oren Junior, Paulo Siqueira, Péricles Júnior, Rafael Pimentel, RB Silva, Ricardo Jaime, Robson Rocha, Rod San, Rodney Buchemi, Rodrigo Spiga, Rogê Antônio, Ronan Cliquet, Ronilson Freire, Ruy José, Thony Silas, Wilton Santos, Yildiray Çinar e Zé Carlos.

A Declaração Universal dos Direitos Humanos da Chiaroscuro terá 120 páginas e será publicado em capa dura. A campanha – que pode ser acessada aqui – ficará no ar até 19 de outubro e tem entre as recompensas o livro autografado e também sketches exclusivos pelos artistas do estúdio.

Este é o quinto anuário da Chiaroscuro Studios, criado para apresentar trabalhos inéditos de seus artistas. A edição de 2017 foi Dias de Horror, a primeira graphic novel do estúdio e a de 2018 foi Lendas, que reuniu 50 personagens do folclore brasileiro no traço dos quadrinistas. No ano passado foi a vez do Grande Almanaque dos Super-heróis Brasileiros, uma enciclopédia que cataloga 200 dos maiores heróis criados no Brasil.

 

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.